Aulas presenciais retornam na próxima semana com 100% dos alunos em sala

Apenas Irati volta com 50% da capacidade devido ao novo decreto, vigente até 17 de fevereiro

Jaqueline Lopes

As aulas municipais e estaduais, na maioria dos municípios da região, retornam na próxima segunda-feira (07) com 100% de presença. Mesmo com os números crescentes da Covid-19, os municípios e a Secretaria Estadual de Educação (SEDU) optaram pela volta com todos os alunos em sala. Irati é o único município que retorna com 50% da capacidade, devido ao novo decreto vigente.
De acordo com relatos dos secretários de Educação dos municípios, vários fatores ajudaram para que aconteça o retorno presencial. Além de seguir as recomendações da Secretaria do Estado, as perdas pedagógicas em mais de um ano e meio em aulas remotas precisam ser revistas e trabalhadas. Também, as medidas de biossegurança deram certo até o final do ano passado, e vão continuar em todas as escolas.
Em Rio Azul, por exemplo, não houve nenhum aluno contaminado enquanto as aulas aconteciam. “Permanecemos com as medidas de segurança e garantindo que a aula volta com 100%, com todas as crianças, a partir da experiência que tivemos no ano anterior. Entendendo que as nossas medidas não diminuíram em nada, e vão garantir que essas aulas aconteçam com sucesso”, disse a secretária de Educação do município, Adriana Petreski Plodoviski Rymsza. A Prefeitura entrega nesta semana, os kits e uniformes escolares para todos os alunos da rede municipal de ensino.

É um momento de retorno presencial, precisamos focar, principalmente, na recuperação desses estudantes, tentando, ao máximo, minimizar as perdas pedagógicas nesses dois anos. Estamos bastante esperançosos para que o retorno seja com bastante tranquilidade” -Eliane Dal Pisol

Já em Prudentópolis, as aulas retornam no dia 04 de fevereiro, também com 100% dos alunos, em todos os níveis, infantil e fundamental, e seguirão os protocolos para segurança das crianças. “Todas as escolas e CMEIs estão se preparando com toda a segurança necessária. O transporte também estará disponível, cabe ressaltar que estamos em pandemia, precisamos seguir todos os protocolos. É um momento de retorno presencial, importante, precisamos focar, principalmente, na recuperação desses estudantes tentando, ao máximo, minimizar as perdas pedagógicas nesses dois anos. Estamos bastante esperançosos para que o retorno seja com bastante tranquilidade”, disse a secretária da pasta, Eliane Dal Pisol. Para o retorno, a Prefeitura vai fazer a entrega de materiais escolares, e os uniformes estão em fase de aquisição, e também serão entregues este ano.
De acordo com o secretário de Educação de Imbituva e vice-prefeito, Zaqueu Bobato, a retomada das aulas do município vai acontecer em sintonia com o Núcleo Regional de Educação de Ponta Grossa, que solicitou a volta presencial, com 100% dos alunos. Além disso, os casos de Covid-19, apesar do número alto, não houve internamentos e agravamento da doença, e este é outro fator para a retomada. “Isso nos dá a tranquilidade, claro, seguindo os protocolos de biossegurança, para retomar com as atividades presenciais. O dano é muito grande na aprendizagem dos alunos de ficarem praticamente um ano e meio sem aula, no remoto. Adiar esse processo é deixar a situação ainda mais agravada, então, optamos pelo retorno presencial”, disse Bobato.

IRATI VOLTA COM 50%
 
O novo decreto de Irati, vigente até 17 de fevereiro, determina que os locais tenham a capacidade de 50%, assim acontecerá nas salas de aula da rede municipal, da mesma forma que terminou no ano passado, por escala e ficará a critério das diretorias das escolas. Os CMEIs também vão retomar no mesmo formato. O transporte escolar será realizado com lotação máxima de 50% da capacidade dos ônibus. 
Após os 10 primeiro dias do ano letivo, se não houver outro decreto, Irati terá 100% dos alunos em sala de aula. Segundo a secretária de Educação, Jandira Terezinha Girardi, todos os diretores e coordenadores das escolas já estão preparando o retorno às atividades. “Eles já sabem o horário que devem fazer diferenciado, de 5 a 10 minutos para a entrada e saída para não haver aglomeração de pais na frente das escolas, que é o que estamos querendo evitar. As escolas têm autonomia para fazer o dia em que cada criança vai, o revezamento dos alunos, elas já estão com tudo pronto, assim como os CMEIs, para haver este revezamento”, frisa.
Este ano, todos os alunos vão receber o uniforme completo e mais uma mochila para utilizar durante o ano letivo. Primeiro será feito o levantamento dos tamanhos dos uniformes e, depois, confeccionar as roupas, que terá mudança na cor, agora será preto e azul. 

O retorno das aulas no município de Fernandes Pinheiro aconteceu no dia 02 de fevereiro, 100% presencial, seguindo as orientações de cuidados com a Covid-19. “Terminamos o ano letivo de 2021 com praticamente 100% dos alunos presenciais e neste novo ano letivo, com o avanço da vacinação, decidimos retornar com todas as turmas. Percebemos que os cuidados adotados deram resultados, confirmando que a escola é um ambiente seguro. Sendo assim, sentimo-nos mais seguros para o retorno”, comenta o secretário de Educação do município, Sergio Gomes.

REDE ESTADUAL
A rede estadual segue a mesma diretriz do ano passado, em que as aulas já aconteciam com todos os alunos em sala. De acordo com o chefe do Núcleo Regional da Educação, Marcelo Fabricio Chociai Komar, os alunos devem retornar no dia 07 com todos os cuidados, exceto aqueles que têm comorbidades, em que eles podem aguardar 30 dias após o esquema vacinal completo (duas doses). Em casos mais extremos, os pais podem apresentar atestado médico ou laudo confirmando a situação, para que não haja perda de estudo ao aluno.
A vacina contra a Covid-19 não é uma exigência para a volta às aulas, tanto na rede estadual quanto municipal. “Nós orientamos aos pais da importância da vacina, temos feitos um grande mutirão, seja com a Sesa ou Seed, o grande esforço do nosso governador Ratinho Junior, para que eles saibam a importância que tem e procurem os postos com as idades tomem a vacina”. Para Marcelo, os casos mais leves da doença, neste momento, se dá devido à vacinação. “Acredito que com a vacina vamos encontrar um desfecho para a questão pandêmica que acontece há mais de dois anos”, completa.

“Permanecemos com as medidas de segurança e garantindo que a aula volta com 100%, com todas as crianças, a partir da experiência que tivemos no ano anterior” – Adriana Petreski Plodoviski Rymsza

NOVO ENSINO MÉDIO
O Novo Ensino Médio passa a ser implementado em 2022 no Paraná, para turmas da 1ª série, com aumento da carga horária. O chefe do NRE de Irati explica que devido ao transporte escolar e conversa com os prefeitos dos municípios, optaram por fazer cinco dias de aula, e um dia da semana com cinco aulas em contraturno para cumprir as 1000 horas anuais. Isso deve acontecer na maioria dos colégios.
O Novo Ensino Médio será composto por dois conjuntos de aprendizagens: a Formação Geral Básica (FGB) e os itinerários formativos. A FGB é o conjunto de aprendizagens comuns e obrigatórias a todos os estudantes, organizada em quatro áreas do conhecimento. “Agora, serão questões de aperfeiçoamento, que são necessários para, além de ter uma formação ampla e especifica, inserir o estudante no mercado de trabalho”, destaca Marcelo.
No ano passado, iniciou uma capacitação em Foz do Iguaçu, que ainda continua, em que um professor de cada escola foi designado para ser o mediador, inclusive com a equipe pedagógica do NRE, para obter o aprendizado necessário para a implantação do Novo Ensino Médio, além de conhecer as novidades das tecnologias que serão implantadas em sala de aula.

INVESTIMENTOS
Segundo Marcelo, os investimentos na educação estadual em toda a região chegam a quase R$ 10 milhões, com as tecnologias e obras que já estão em andamento e outras que ainda serão feitas. Entre as melhorias, ele cita os kits de robóticas que receberam ano passado e do Educatron, além disso, houve melhorias na internet, e laboratórios de informática.
Várias reformas foram feitas nos colégios da região, teve a entrega dos uniformes aos alunos dos colégios cívico-militares. Também, demandas de 20 anos esperadas devem acontecer nos próximos meses. Além disso, o prédio do Núcleo em Irati ganhará reforma, e haverá novos laboratórios nos colégios e ampliação de salas de aulas.
“Desde a pandemia para cá, além de uma grande superação das nossas escolas, professores e funcionários, o grande trabalho da SEED, do governador Ratinho Junior, de melhorar a nossa educação e temos sentido isso. Mesmo com grandes dificuldades, tivemos um avanço pela resiliência, empatia e grande trabalho de todas as gestões, os diretores, da Secretaria de Educação, e dessa mudança que colocou o Paraná em primeiro lugar em educação”, finaliza Marcelo.