Irati deve receber a vacina contra Covid-19 esta semana

Objetivo é vacinar os grupos de maior risco de desenvolvimento de formas graves e óbitos

A Secretaria Municipal de Saúde de Irati, por meio do Departamento de Vigilância Epidemiológica, aguarda a chegada dos imunizantes enviados pelo Ministério da Saúde, para iniciar a campanha nacional de vacinação contra a covid-19. A vacina a ser recebida é a Sinovac /Butantan, e tem indicação de duas doses para completar o esquema vacinal. A priorização dos grupos abordados segue a população-alvo da campanha nacional de vacinação.

O escalonamento desses grupos prioritários para vacinação se dará conforme a disponibilidade das doses de vacina, após liberação para uso emergencial pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O objetivo é vacinar os grupos de maior risco de desenvolvimento de formas graves e óbitos. Os documentos necessários para a imunização: CPF ou cartão SUS, carteirinha de vacina e comprovante de pertencimento aos grupos prioritários.

Neste primeiro momento será realizada a vacinação contra a COVID-19 no grupo prioritário de trabalhadores de saúde, que atuam em serviços de saúde. A priorização será por local de atividade, seguindo esta ordenação:

1. Todos os vacinadores/aplicadores da vacina contra a COVID-19;

2. Trabalhadores de Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI);

3. Hospitais e Serviços de Urgência e Emergência de referência COVID-19 públicos e

privados (SAMU, SIATE, UPA’s, Clínicas de Diálise e Serviços de Oncologia);

4. Trabalhadores dos Centros de Atendimento à COVID-19.

Os grupos prioritários para receberem a vacina, com calendário a ser definido, são:

– Pessoas com 60 anos ou mais que residem em instituições de longa permanência para idosos (ILPI), como casa de repouso, asilo e abrigo.

Documentos solicitados: será solicitado documento que comprove a residência. Orienta-se vacinação no local contemplando todos os residentes (mesmo com idade inferior a 60 anos) e todos os trabalhadores desses locais.

– Pessoas com deficiência que vivem em residência inclusiva (RI), que é uma unidade ofertada pelo Serviço de Acolhimento Institucional, para jovens e  adultos com deficiência.

Documentos solicitados: deficiência autodeclarada e documento que comprove a residência. Orienta-se vacinação no local, contemplando todos os trabalhadores locais.

– Trabalhadores dos serviços de saúde. São todos aqueles que atuam em espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde, sejam eles hospitais, clínicas, ambulatórios, laboratórios e outros locais. Desta maneira, compreende tanto os profissionais da saúde – como médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, farmacêuticos, odontólogos, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, profissionais da educação física, médicos veterinários e seus respectivos técnicos e auxiliares

– quanto os trabalhadores de apoio, como recepcionistas, seguranças, pessoal da limpeza, cozinheiros e auxiliares, motoristas de ambulâncias e outros, ou seja, aqueles que trabalham nos serviços de saúde, mas que não estão prestando serviços direto de assistência à saúde das pessoas. A vacina também será ofertada para acadêmicos em saúde e estudantes da área técnica em saúde em estágio Hospitalar, Atenção Básica e Clínicas, aqueles profissionais que atuam em cuidados domiciliares como os cuidadores de idosos e doulas/parteiras, bem como funcionários do sistema funerário que tenham contato com cadáveres potencialmente contaminados.

Documentos solicitados: Para o planejamento da ação, torna-se oportuno a identificação dos serviços e o levantamento do quantitativo dos trabalhadores da saúde envolvidos na resposta pandemia nos diferentes níveis de complexidade da rede de saúde.

O envolvimento de associações profissionais, sociedades científicas, da direção dos serviços de saúde e dos gestores, na mobilização dos trabalhadores, poderão ser importantes suporte para os organizadores, seja para o levantamento, seja para definir a melhor forma de operacionalizar a

vacinação. Nessa estratégia será solicitado documento que comprove a vinculação ativa do trabalhador com o serviço de saúde ou apresentação de declaração emitida pelo serviço de saúde.

– Indígenas vivendo em terras indígenas com 18 anos ou mais atendidos pelo Subsistema de Atenção à Saúde Indígena.

Documentos solicitados: a vacinação será realizada em conformidade com a organização dos Distritos Sanitários Especiais.

– Pessoas de 60 anos e mais.

Documentos solicitados: Será solicitado documento que comprove a idade.

– Povos habitando em comunidades tradicionais ribeirinhas ou quilombolas.

Documentos solicitados: a vacinação deverá ser realizada por meio de estratégias específicas a serem planejadas no nível municipal, em algumas regiões haverá apoio da operação gota.

– Para indivíduos com uma ou mais morbidades descritas a seguir, de acordo com a faixa etária indicada pela Anvisa:

Diabetes mellitus; hipertensão arterial (HA) estágio 3; HA estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidades; hipertensão resistente; doença pulmonar obstrutiva crônica; insuficiência renal; doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; indivíduos transplantados de órgão sólido ou de

medula óssea; demais indivíduos imunossuprimidos; anemia falciforme; obesidade grau 3 (IMC≥40); síndrome de down.

Documentos solicitados: Indivíduos pertencentes a esses grupos poderão ser pré-cadastrados no SIPNI, aqueles que não tiverem sido pré-cadastrados poderão apresentar qualquer comprovante que demonstre pertencer a um destes grupos de risco (exames, receitas, relatório médico, prescrição médica etc.) Adicionalmente poderão ser utilizados os cadastros já existentes dentro das Unidades de Saúde.

– Agente de custódia e demais funcionários, com exceção dos trabalhadores de saúde.

População acima de 18 anos em estabelecimentos de privação de liberdade.

Documentos solicitados: O planejamento e operacionalização da vacinação nos estabelecimentos penais deverão ser articulados com as Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde e Secretarias Estaduais de Justiça (Secretarias Estaduais de Segurança Pública ou correlatos), conforme a Política

Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional (PNAISP).

– Pessoas em situação de rua. Considera-se população em situação de rua o grupo populacional heterogêneo que possui em comum a pobreza extrema, os vínculos familiares interrompidos ou fragilizados e a inexistência de moradia convencional regular, e que utiliza os logradouros públicos e as áreas degradadas como espaço de moradia e de sustento, de forma temporária ou permanente, bem como as unidades de acolhimento para pernoite temporário ou como moradia provisória, definido no art. 1º do decreto nº 7.053, de 23 de dezembro de 2009.

Documentos solicitados: Autodeclarada e aquelas que se encontram em unidades de acolhimento para pernoite temporário ou como moradia provisória.

– Policiais federais, militares, civis e rodoviários; bombeiros militares e civis; e guardas municipais.

Documentos solicitados: Nessa estratégia será solicitado documento que comprove a vinculação ativa com o serviço de forças de segurança e salvamento ou apresentação de declaração emitida pelo serviço em que atua.

– Membros ativos das Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica).

Documentos solicitados: Nessa estratégia será solicitado documento que comprove a vinculação ativa com o serviço de forças armadas ou apresentação de declaração emitida pelo serviço em que atua.

– Todos os professores e funcionários das escolas públicas e privadas do ensino básico (creche, pré-escolas, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizantes e EJA) e do ensino superior.

Documentos solicitados: Nessa estratégia será solicitado documento que comprove a vinculação ativa do profissional com a escola ou apresentação de

declaração emitida pela instituição de ensino.

– Pessoas com deficiência permanente grave. Para fins de inclusão na populaçãoalvo para vacinação, serão considerados indivíduos com deficiência permanente grave aqueles que apresentem uma ou mais das seguintes limitações:

1 – Limitação motora que cause grande dificuldade ou incapacidade para andar ou subir escadas.

2 – Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de ouvir (se utiliza aparelho auditivo esta avaliação deverá ser feita em uso do aparelho).

3- Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de enxergar (se utiliza óculos ou lentes de contato, esta avaliação deverá ser feita com o uso dos óculos ou lente).

4- Indivíduos com alguma deficiência intelectual permanente que limite as suas atividades habituais, como trabalhar, ir à escola, brincar, etc.

Documentos solicitados: Deficiência autodeclarada ou por meio da apresentação de comprovante que demonstre possuir a limitação permanente grave

(exames, receitas, relatório médico, prescrição medida, entre outros).

– Motorista de transporte rodoviário de cargas definido no art. 1º, II da Lei nº 13.103, de 2 de março de 2015, que trata da regulamentação da profissão de motoristas.

Documentos solicitados: Nessa estratégia será solicitado documento que comprove o exercício efetivo da função de motorista profissional do transporte rodoviário de cargas (caminhoneiro).

– Motoristas e cobradores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso.

Documentos solicitados: Nessa estratégia será solicitado documento que comprove o exercício efetivo da função de motorista profissional do transporte

de passageiros.

– Qualquer trabalhador portuário, incluindo os funcionários da área administrativa.

Documentos solicitados: Nessa estratégia será solicitado documento que comprove o exercício efetivo da função de trabalhador portuário.

Funcionários das companhias aéreas nacionais, definidos pelo Decreto nº 1.232/1962 e pela Lei nº 13.475/2017.

Documentos solicitados: Nessa estratégia será solicitado documento que comprove a situação de trabalhador empregado de companhias aéreas nacionais

– Funcionários das empresas metroferroviárias de passageiros e de cargas.

Documentos solicitados: Nessa estratégia será solicitado documento que comprove a situação de trabalhador empregado de empresas metroferroviárias de passageiros e de cargas

– Funcionários das empresas brasileiras de navegação.

Documentos solicitados: Nessa estratégia será solicitado documento que comprove a situação de trabalhador empregado das empresas brasileiras de navegação.