Novas oportunidades de emprego serão ofertadas em Rebouças

Ramo de malharias está se destacando no município e deve gerar cerca de 130 vagas

Um dos grandes desafios do poder público é aumentar a quantidade de empregos oferecidos à população. Em Rebouças, novas oportunidades de trabalho devem ser criadas, em uma das áreas que vem ganhando destaque no município, das malharias, que deve aumentar em cerca de 130 vagas.

Uma nova empresa deve se instalar no município, a Progresso Uniformes Profissionais, nela entre 20 vagas diretas e indiretas devem ser oferecidas, porém ainda não há previsão de quando a empresa virá para o município. A indústria de Vestuário Rebouças, que já atua no município, com 60 funcionários, visa aumentar a capacidade para 150, tendo espaço para crescer ainda mais.

O prefeito de Rebouças Luiz Everaldo Zak diz que a prefeitura busca meios para conseguir aumentar a oferta. “Como prefeitura a gente tem limitações óbvias e legais acerca da criação de vagas de emprego, mas dentro do que nos é permitido por lei e orçamento a gente vai atrás: dá incentivos fiscais, colabora com aluguel, capacita com cursos, terrenos, tudo para diminuir o desemprego em nossa cidade”, disse.

Ele ainda destaca que essas novas vagas são importantes para o crescimento do município. “Além dessas fábricas de vestuários, também ajudamos a aumentar empregos na agroindústria e em breve vamos inaugurar um loteamento industrial na entrada da cidade, algo que vai gerar mais emprego e renda para os reboucenses, algo que a gente considera primordial para nosso desenvolvimento”.

A secretária municipal de Assistência Social, Ivonete Strona, fala que várias ações estão sendo feitas para que as pessoas sejam cada vez mais capacitadas para conseguir uma vaga. “A gente sempre busca parcerias de cursos, capacitação, sabemos que tudo que as pessoas querem é oportunidade e a Secretaria de Assistência Social sempre trabalha para conseguir isso, exemplo disso é o curso em parceria com o Sesi/Senai que ensina a profissão de costureira para as reboucenses”, comenta.