Projeto fará reorganização da estrutura administrativa de Teixeira Soares

O PL é previsto para começar a valer em 2022

A prefeitura de Teixeira Soares busca, através de um projeto de Lei, a reestruturação total dos setores administrativos. Serão criados novos departamentos como o de Indústria e Comércio, Departamento de Habitação e Engenharia, além da transformação da Secretaria de Meio Ambiente na Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Urbanos. O PL tem como intuito ampliar a efetividades na prestação de serviços, assim como, gerar empregos e renda na cidade. 

O projeto passa a valer a partir de janeiro de 2022, por conta da Lei Complementar nº 173, que veda a criação de cargos e elevação da folha de pagamento durante a pandemia.

O prefeito de Teixeira Soares, Lula Thomaz, acredita que a criação de novos departamentos é necessária para organizar a prefeitura e ter maior efetividade nas conquistas. “Como em outras Secretarias, é preciso de alguém que tenha esta incumbência da geração de emprego e oportunidades de geração de renda”. 

De acordo com Levi Varela, secretário de Administração, Planejamento e Recursos Humanos de Teixeira Soares, por consequência da criação dos órgãos, criam-se novos cargos. As vagas não precisam ser preenchidas de imediato, na medida em que vão sendo necessárias serão colocadas pessoas, respeitando o limite de gastos, com planejamento e com pé no chão.

Conforme Levi comentou, tudo será feito dentro de um planejamento, não é nada ao léu. O projeto é algo pensado e discutido, para que haja uma maior eficiência na administração, com uma reorganização total da estrutura administrativa. O secretário aponta que os departamentos que serão criados são essenciais para a maior qualidade na prestação de serviços.

“O município evoluiu, mas a organização do setor administrativo é arcaica. Necessita-se de mudanças na estrutura. Com a evolução através do tempo, torna-se necessário isso, porque essa estrutura que nós temos hoje não é funcional, efetiva e não é capaz de suprir o que a população precisa” ressalta o secretário.