Olga Grechinski Zeni – A grande poetisa de Irati

Para celebrar os 100 que a grande poetisa Olga faria, comemorado no próximo dia 09 de agosto, ALACS, familiares e amigos realizarão um sarau poético de forma virtual

Arthur Humberto Zeni ,Raul Marcos Zeni, José Eugenio Zeni e Herculano Batista Neto (presidente alacs)

Olga Grechinski Zeni nasceu em Irati (PR), no dia 09 de agosto de 1921, filha primogênita de João Greczynski e Maria Wasilewski Greczynski.
Esposo: José Cantídio Zeni. Filhos e Noras: José Eugênio e Gladis Bini Zeni, Raul Marcos e Zuil Soares Zeni, e Arthur Humberto e Leoni Gomes de Oliveira Zeni.Netos: Fábio Marcel, Marco Rodrigo, Márgara Patrícia, Laisla Fernanda, Thayze, Homero Augusto, Thiago Roberto, Keila Rafaela e Beatriz Zeni.Bisnetos: Mateus Elias Zeni, Patrick de Marco Zeni e Felipe Zeni da Silva,Thiago Manoel, Clara, Lorena, Manuella, Eduardo e Bianca Zeni.
Estudos: Estudos primários foram todos realizados em Irati. Completou o curso médio em Curitiba, tendo participado do complementar no Colégio Henrique Sienkiewicz e o Comércio na Academia Superior de Comércio do Paraná. Concluiu ainda diversos cursos: Propaganda e Promoção de Vendas, Relações Humanas no Trabalho, Curso Prático de Jornalismo, Curso de Oratória, Vocabulário e Redação e Interpretação de Textos.
Em 1971, promoção de Convívio (Sociedade Brasileira de Cultura), e Universidade Católica do Paraná se fez presente ao Curso de Palestras sobre os Problemas do Desenvolvimento Brasileiro. Diversos cursos de economia doméstica fizeram parte de seu aprendizado e seu aproveitamento na vida prática de todos os dias e toda sua existência.
Experiências Profissionais: Comércio, de 1936 a 1989; Proprietária e gerente da Casa Santa Maria (modas) de 1952 a 1989; Ensino Pré-Primário de 1965 até 1974, Secretaria do Clube Soroptimista, em 1965; Clube de Serviços “LIONS”, como domadora desde 1956, (atuando junto da presidência em 1965); Literatura, desde 1959.


Livros Publicados e Honrarias: Poesias em 1960; Escrínio, em 1968; ABC da Literatura em Irati, 1969; Fragmentos, em 1971; 2ª Edição Escrínio, 1971; Poesias Livro 1, Escrínio Azul livro II, Símbolos livro III, e Fragmentos livro IV, em 1971.
Clarões da Noite ou Perfis edição 1982; Acordes Submissos e Digressões Estilísticas 1984; Idílio Tropical em 1985; Espírito da Floresta e Pássaros Azuis, (onde compara a palavra com o pinhão, em que as gralhas o escondem e esquecem), dois em um, edição 1989, Prosas e poesias, Vagas Insubmissas e Marcos Cambiais 1991; Rufos: Poesias Sempre, edição 2000.
Movimento Literário 1985; Antologia de Poesias (Bienal de S. Paulo) 1988;Garimpeiros 2003, Palavras Assumidas 2003; No Limiar da Luz 2003;Poesia Integral Contemporânea 2005, Prosa e Poesia.Barcaça: Décadas de Correspondência Literária entre dois poetas nacionais, ano 2006;O Grande Objetivo: Bases e Comunicação a Serviço da Oratória (2009); Caminheiros, Irmãos da Jornada (2009).
Edições Especiais:Cartão Postal, com o poema “Voo de Um Pássaro”, com tradução em espanhol e inglês. “Vista das Cataratas do Iguaçu”, edição 1975.
Caderno Especial, com dois poemas em polonês: Dziadkowi na Niedziele (Vovô no domigo) e LotPtaka (Voo de pássaro), homenagem ao Sumo Pontífice João Paulo II, quando de sua visita ao Paraná, edição 1980.
Momento Literário, contendo 25 poemas com título: Luzes e Comunicação, publicação Shogun Editora Arte Ltda, Rio de Janeiro, 1985; ABC da literatura de Irati: 2ª edição ano 2006.


Participação de Antologia do Vale do Iguaçu, de autoria de F. Filipak e Nelson Antonio Sicuro em 1976; Participação da Antologia Poetas de Hoje, 1985, 1986, 1987, 1989 e Nova Poesia Brasileira, 1987, edição Shogun Editora – RJ. Laureia em 1989, João Scortecci Editora – São Paulo.
Participação de Antologia Mundial “Livre D’Or”, honraria conferida pela Academia Internacional de Lutèce, Paris, em 1984; Poetisa do ano de 1975 e do ano 1977, citação da revista Rumo Paranaense em 1976 e 1978: Troféu Bento Munhoz da Rocha, destaque do Paraná.
Troféu Torneira Poética, 2º lugar, Festival de Poesia, promoção A.L.J.A. e C.L.P, poema “A Fonte Encantada” em 1978; Torneira de Ouro, 1º lugar promoção A.L.J.A. poema “Tarde” em 1984.
Os livros: “Escrínio”, “Clarões da Noite ou Perfis”, “Acordes Submissos e Digressões Estilísticas” e “Espírito da Floresta e Pássaros Azuis”, foram premiados com diplomas e medalhas de ouro, nos grandes concursos internacionais de 1974, 1975,1976 e 1989 e o poema “Eu sou o Futuro” e a obra “Idílio Tropical”, receberam Diplomas e Medalhas de Vermeil nos concursos de 1983 e 1985, (todos esses pela outorga da Academia Internacional de Lutèce, Paris, França).
A autora Olga Grechinski Zeni faz parte da Academia de Letras Artes e Ciências do Centro Sul do Paraná;é a patrona da cadeira nº 26. Pertenceu a diversas entidades culturais do Brasil e do Exterior. Deixou-nos no dia 7 de agosto de 2018.