Roman com o Piana

Um resumo do que aconteceu na política de Irati e Região

Roman com o Piana

Reprodução

O deputado federal, Evandro Roman (PSD), esteve recentemente despachando com o vice-governador, Darci Piana. Na oportunidade, discutiram assuntos ligados a Irati com o Rogério Vosnika que foi presidente do Sindicato do Comércio, órgão ligado à Fecomércio, que Piana comanda. Um dos assuntos foi a construção da sede da Fecomércio em Irati.

Hussein Bakri representará Irati

O Prefeito de Irati, Jorge Derbli, assumiu compromisso com o deputado Hussein Backri (PSD) de indica-lo como representante oficial de Irati perante o governo Ratinho Junior. Irati tem várias demandas que precisam ser atendidas e para isso precisa desta indicação perante o governo para aumentar a legitimidade da atuação. Derbli informou ontem durante uma reunião que aconteceu na sede do Corpo de Bombeiros de Irati onde se colocava as demandas que Irati tem e precisam ser agilizadas no governo do estado. Além de Hussein Derbli contara com a representatividade do deputado Artagão Junior.

 

Reorganizando

 Na reunião além do prefeito e do deputado estiveram representantes da Policia Militar, Corpo de Bombeiros, vereadores e outras lideranças. Liberação de convênios de obras que já estão licitadas como o centro de eventos a ser construído no CT, pavimentações e a elevação do Corpo de Bombeiros a Grupamento independente, além da criação da subdivisão da Policia Civil foram bandeiras que Backri assumiu atuar perante a população. Hussein além de líder do governo é deputado de região próxima, com maior conhecimento das causas da região.  

 

Fissura

Parece que uma fissura no grupo do prefeito Jorge Derbli aconteceu. Conta-se nos bastidores que o vice-prefeito, Amilton Komnitski(PSD),o vice da saúde, incentivado por admiradores ou interesseiros, deverá sair como candidato a prefeito na próxima eleição municipal. Amilton, hoje vice de Derbli, foi eleito com o compromisso de ser o prefeito da saúde.

Marionete?

Talvez Komnitski seja apenas uma marionete de pessoas que queiram chegar ao poder, mas não tenham competência para isso. Ou ainda queiram apenas causar estrago na estrutura política, facilitando para a oposição. Talvez isso apenas precipite o final do casamento Derbli/Amilton que foi mais midiático que amoroso. Os articuladores de Amilton estão esquecendo uma coisa básica: Derbli está dando sinais claros que vai para reeleição, inclusive com declaração aos secretários.   

Audiência pública

Para esclarecer a população sobre o pedido de empréstimo que tramita na Câmara de Rio Azul, será realizado uma audiência pública com a finalidade de que a população tire suas dúvidas e também os vereadores sobre o projeto que, além da compra de caminhões, também prevê investimento em pavimentação. A audiência será na próxima quarta-feira (24) na Câmara. Após isso o processo deverá ter celeridade na casa.

Onda, olha onda…

O processo que prevê a proibição da cobrança da taxa mínima da Sanepar pode virar onda na região. O primeiro vereador a entrar com o projeto foi Jorge Boeira (PSD), em Inácio Martins. Agora, outros vereadores, em outras cidades, também têm aderido à onda. Em Irati, os vereadores, Nei Cabral, Alberto Schereda e Helio de Mello, protocolaram projetos similares que podem ser unidos em apenas uma, ou mais assinaturas.

Primeiro Passo

A criação da lei é o primeiro passo para que caia a cobrança da taxa mínima de água. Em vários municípios, como Maringá, Pinhão, Nova Esperança, dentre outros, já tem a lei aprovada. Em Guarapuava, o assunto tramita na Câmara. Agora deve ter um processo mais volumoso na região. A queda da cobrança da taxa mínima, atende a uma reivindicação da população que se repete de município em município. Difícil vereador que queira ir contra a um tema deste.

 

Precisa de apoio

A população tem de prestar a atenção numa situação. A criação e a provação da lei, que proíbe a cobrança, não é sinônimo que nos próximos meses a Sanepar não cobrará mais a taxa mínima. Com certeza, a empresa vai espernear e vai lutar para permanecer com o direito da cobrança, porque vai mexer no lucro da Sanepar, que é uma empresa de economia mista. A queda da taxa só ocorrerá se a população tiver o apoio do Ministério Público no assunto.

9,8%

Irati deu um salto na transparência da Administração pública. Saiu de 6.2% para chegar ao índice que está acima da média brasileira.

Reforma Aprovada 

ALEP

 

O líder do Governo na ALEP, deputado Estadual, Hussein Bakri, comemorou a aprovação na terça-feira (16), por 44 votos favoráveis e apenas 5 contra, a reforma administrativa do Governo do Paraná. A proposta reduz o número de Secretarias do Estado de 28 para 15, teve apoio maciço dos deputados, que demonstraram estar em sintonia com a gestão Ratinho Junior (PSD). As informações são de Fabio Campana. A Reforma deve destravar nomeações como a de Aldo Bona, que assumirá a superintendência de Ensino Superior, cargo criado na reforma. Hussein participou de reunião na sede do Corpo de Bombeiros na quarta-feira(17).

Assinado

O Prefeito Adelmo de Prudentópolis foi o 3º do Paraná a assinar com a Caixa Econômica Federal o financiamento do projeto Avançar Cidades. O recurso financiado pelo município será investido em pavimentação. Sem dúvidas, Adelmo, até o momento, é o prefeito que mais investiu em pavimentação em Prudentópolis. O financiamento de R$10 milhões foi assinado na quarta-feira (17), em Ponta Grossa. Este é o mesmo modelo de financiamento que municípios como Irati, Rio Azul e Teixeira buscam junto à Caixa.

Mudar de nome

Maior liderança tucana hoje, o governador de São Paulo, João Doria, disse que o PSDB encomendou uma pesquisa para avaliar, entre outras coisas, a possibilidade de uma mudança no nome do partido. As informações são de Ricardo Galhardo, Terra.
Doria defende que através de uma pesquisa seja determinada quais ações devam ser realizadas para salvar a sigla. Dentre isso, avalia-se a mudança de nome.

Virou Réu

O ex-deputado federal, ex-deputado estadual e ex-chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni (PSDB), virou réu neste mês em uma ação civil pública ligada à Operação Quadro Negro. A decisão, do último dia 9, é assinada pelo juiz Luís Mauro Lindenmeyer Eche, da 1ª Vara da Fazenda Pública de União da Vitória. O tucano, de acordo com o Ministério Público do Estado do Paraná (MP-PR), teria se beneficiado de dinheiro destinado a obras de escolas em Bituruna, seu reduto eleitoral. Ele nega. Rossoni responderá por improbidade administrativa. Beto Richa também é réu no Quadro Negro.

Primeira Baixa

O General do Exército, Luiz Felipe Carbonell, está deixando o governo de Ratinho Junior. É a primeira baixa significativa. Agora, Ratinho busca outro nome para substitui-lo. Segundo informações, Carbonel não se adaptou no cargo, devido a grande diferença na forma do trabalho entre o sistema das polícias e o sistema empregado no Exército. Carbonell volta para a Itaipu.

“As pessoas esquecem que um dia acreditaram em Papai Noel e em políticos honestos, só lembram deles no Natal e em eleições, mas esquecem que nem um dos dois existem.”

Paulo Vieira da Silva

Troféu

Duas conquistas são importantes para reafirmar ações da administração Jorge Derbli. O salto no índice da transparência, que subiu 3.6% da administração anterior para esta. Além de tudo, uma visita da equipe do Tribunal de Contas, fez uma varredura nas obras paradas, que também teve boa impressão nos processos avaliados. Poucas obras carecem de regularização perante a equipe.