Coluna Política 25 de janeiro de 2019

O prefeito de Inácio Martins e presidente da AMCESPAR, Junior Benato, foi reeleito para conduzir a entidade nos próximos dois anos.

Junior Reeleito  O prefeito de Inácio Martins e presidente da AMCESPAR, Junior Benato, foi reeleito para conduzir a entidade nos próximos dois anos. Por ser do PSD e ter defendido a candidatura de Ratinho Junior, por unanimidade dos 10 prefeitos, Benato, foi reconduzido para o comando da Associação. O prefeito de Irati, Jorge Derbli, ficou como vice-presidente e Rodrigo Solda continuará como tesoureiro.   A Meta O prefeito Junior tem uma meta diferente nesta gestão.

Como a força política ficou no momento dissipada, a AMCESPAR passa a exercer um papel fundamental junto ao governo Ratinho Junior para que os benefícios de ações governamentais, tal como a força política, sejam bem representados na região. Como o governo Ratinho Junior, tem até o momento se organizado de forma técnica a pessoa política da AMCESPAR terá mais responsabilidade.   Os Cabeças Pretas Na semana que passou, o ex-prefeito de Rebouças, Claudemir Hertel e este colunista, estiveram realizando uma visita ao vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel (PSDB).

Eduardo faz parte dos Cabeças Pretas, grupo de novos políticos que querem dar vida nova a legenda. Pimentel busca junto às lideranças locais reorganizar a base do partido, tanto pelo momento político que se vive, quanto pela proximidade das futuras eleições locais.   Trevisan na 4ª Embora haja por parte do governo um silêncio ensurdecedor, alguns nomes começam a surgir na indústria da boataria sobre quem assumirá os cargos regionais.

Partindo da premissa de que indicação seria da deputada Leandre e também do Deputado Rodrigo (Estacho), ambos do PV, Valter Trevisan é o nome em alta para assumir a chefia da 4ª Regional de Saúde. Mas, ter como certo, somente depois de nomeado, visto que movimentos encabeçados pelo provedor da Santa Casa, Ladislau Obrzut, Neto buscam a permanência da atual chefe Jussara Kublinski.  

Marcelo no IAP Por outro lado, na pasta do IAP, após a desistência de Alex Garcia, cresce nos corredores a possibilidade de que Marcelo Mattos permaneça na direção do órgão. Como vários secretários ainda não foram empossados pelo motivo que são deputados, e o prudente é que primeiro assumam o mandato de deputado e depois se licenciem para assumir as secretarias, isso acaba retardando a nomeação do primeiro escalão e também na base.   As Reformas de Jorge O prefeito Jorge Derbli realizou a mudança em cinco secretarias da sua administração. Ainda, defendeu que não haverá junção de pastas como se cogitava.

As mudanças não tiveram, segundo ele, influência política, mas têm reflexos. O cunho é mais organizacional, salvo a Indústria e Comércio, com poucas de grande expressão. A interrogação é sobre a continuidade das mudanças, onde afirmou que terão continuidade.   Pode Roubar a cena (Foto) Emiliano Gomes entra na pasta de Desenvolvimento Econômico, que envolve também Turismo. IcoAndreassa assumiu a Cultura no lugar de Sidão que foi para Comunicação.

Emiliano vem de família tradicional com participação de grandes empresas no estado. Se comunica bem, tem acesso no Estado e pode roubar a cena. Emiliano pode imprimir um novo estilo, mais jovem e com cabeça aberta. Isso é visto pelo seu primeiro ato: Emiliano foi trabalhar de bicicleta.   Já almejava Emiliano já almejava esta Secretaria desde o início da administração de Derbli, mas devido a críticas que fez no final da campanha, dificultou seu acesso ao time. Redimido, adentrando a aquipe, Emiliano, se bem conduzido pode ser um possível vice de Derbli numa possível reeleição, ou ainda, um sucessor se a política caminhar para isso. Na pior das hipóteses, já estará neutralizado. Para saber do seu potencial é necessário perceber sua maturidade administrativa e o quanto de liberdade Derbli concedeu a ele.  

A Dama de Ferro A secretária da Administração, Daniele Cavalli, ficou ainda mais empoderada com as férias de Valmir Emiliano. Dani acumulou as funções de Administração e Finanças e vai determinar quem recebe ou não nos próximos dias. Dani tem uma virtude que é executar ipsis litteris o que Derbli pede, ou determina. Nesta posição, pode acumular as glórias, mas também os fracassos. 

 O Caso Valmir O prefeito Jorge Derbli, seguindo orientação da promotoria pública, determinou a abertura de sindicância contra o secretario Valmir Emiliano. O caso é de Fórum particular, mas acabou envolvendo o município devido ao cargo que ocupa na administração de secretário de Finanças. Como o fato gerador é externo, a sindicância deve acontecer num prazo de 10 dias, em que o secretário deverá apresentar defesa. Mas sua permanência no cargo pode estar ligada à continuidade da reforma anunciada por Derbli ou não.