Alunos de Guamiranga plantam cerca de 200 sementes de Araucária

O Projeto de Educação Ambiental foi realizado nas quatro Escolas Municipais com as turmas do 4° e 5° anos do Ensino Fundamental

Karina Ludvichak

Na última semana, a Secretaria de Educação de Guamiranga, junto com a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, realizaram o Projeto de Educação Ambiental nas escolas municipais, onde os alunos plantaram cerca de 200 sementes de Araucárias em garrafas PET e caixas de leite, fazendo a reutilização de materiais recicláveis que seriam descartados. A iniciativa foi realizada em todas as quatro escolas municipais, com as turmas do 4° e 5° anos do Ensino Fundamental.

Por conta da importância histórica e ambiental da Araucária, o Projeto foi levado às escolas com o intuito de conscientizar os alunos sobre a importância da espécie para o ecossistema, e também para a cultura local. A Secretaria de Educação desenvolve projetos como este para que a nova geração aprenda a valorizar e preservar a fauna e flora, principalmente, as que estão ameaçadas de extinção, como é o caso da Araucária, considerada o símbolo do Estado do Paraná.  Além do Projeto de Proteção Ambiental, os órgãos públicos, junto as escolas locais, já desenvolveram projetos de reciclagem, sustentabilidade, campanhas contra dengue, e outros.

Edemair Veiber Cabral, pedagoga na Secretaria de Educação e Cultura de Guamiranga, diz que os professores sempre estiveram engajados no desenvolvimento de projetos voltados para questões sociais, principalmente os que envolvem o meio ambiente. “Este ano foram desenvolvidos projetos como reciclagem, o cuidado com o meio ambiente de forma geral e plantio de mudas, que sempre acontece no Dia da Árvore”, comenta.

A pedagoga ainda fala sobre a importância de projetos como este para o desenvolvimento e aprendizagem dos alunos. “Qualquer projeto que envolva os mais variados temas é de suma importância para o desenvolvimento dos alunos, pois vai contribuir para ampliar o conhecimento de maneira lúdica e autônoma, além de criar oportunidades para o professor utilizar diferentes métodos, assim, adequando-os à realidade de cada turma, o que pode resultar em uma aprendizagem significativa”, conclui Edemair.

Além do cultivo de plantas, estes projetos contam também com diversas outras atividades a serem realizadas pelos estudantes, tais como: peças teatrais temáticas, atividades em campo, pintura, apresentações de seminários relacionados aos temas, leituras e muito mais. Através disso, eles podem desenvolver a criatividade e senso crítico sobre o tema apresentado.