Após 29 anos, empresa Lamil quita débitos com credores

Na última quarta-feira (21), uma audiência de gestão no Fórum de Irati, definiu o pagamento de débitos a credores da falida empresa Lamil Laminados e Compensados de Irati.

Na última quarta-feira (21), uma audiência de gestão no Fórum de Irati, definiu o pagamento de débitos a credores da falida empresa Lamil Laminados e Compensados de Irati. O processo estava tramitando há quase 30 anos, e pôde ser concluído nesta semana. Na audiência, estiveram presentes credores e representantes. O atual síndico que conduziu o caso é Lincoln Taylor Ferreira. O juiz de direito que presidiu a audiência foi Henrique Kurscheidt, além da advogada Adriana Polati, que representa o extinto grupo Lamil. Na oportunidade, foi relatado os credores, entre pessoas físicas e jurídicas, prestadores de serviços e ex-funcionários que tinham sentença contra a empresa.

De acordo com o termo da Audiência, a empresa tinha em caixa R$ 2.793.890,86, montante que foi utilizado para efetuar os pagamentos dos débitos, que chegam próximo do valor. Contudo, mesmo após quitado as dívidas processuais, a empresa ainda manteve saldo positivo em caixa e bens. A Prefeitura de Irati, uma das citadas, foi representada pelo procurador, Robson Krupeizak. O município deve receber mais de R$ 700 mil da empresa. A advogada da empresa Lamil, Adriana Polati, comenta que o grupo se sente satisfeito com o fato.

Uma caminhada de 30 anos que finalmente pôde ser encerrada com todos os credores pagos. Conseguimos dar fim a esse processo com a troca de síndico que aconteceu neste ano, onde o doutor Lincoln deu continuidade no processo, comenta. Na audiência, alguns ex-funcionários da empresa que não tinham ação judicial contra a mesma também participaram da solenidade a fim de buscar informações sobre suas situações. Neste caso, a advogada afirma que conforme o doutor Lincoln conversou com todos ao final da audiência, os ex-colaboradores tiveram as carteiras de trabalho assinadas pelo então síndico na época, e receberam a quantidade devida. Contudo, o valor foi pago gradativamente, o que pode ter caracterizado o não recebimento, diz.