Área rural de Irati será atendida com internet de fibra óptica

Todas as comunidades receberão o serviço. Em alguns locais já funciona a rede

A Secretaria de Agricultura de Irati fez uma parceria com empresas para levar internet de fibra óptica para todo o interior do município. As mais de quatro mil famílias que vivem na área rural poderão ter uma internet de qualidade e facilitar os trabalhos com a tecnologia. 
O secretário de Agricultura, Raimundo Gnatkowski, comenta que a demanda na melhora da internet vem desde 2017, devido à necessidade dos produtores, principalmente com as notas fiscais eletrônicas. Em 2020, empresas procuraram a Secretaria e solicitaram para que pudessem utilizar a faixa de domínio ao lado das rodovias, que é da Prefeitura, para instalar as redes, e foi cedido.
Um sinal de internet melhor facilitará para os agricultores em vários setores, como na prestação de contas, pois na Secretaria são emitidos cerca de 30 mil formulários ao ano deste serviço. Fazer isso de forma on-line evitará emissão e recolhimento, pois tudo será eletrônico, e é automatico. Além disso, o produtor não precisará deslocar-se para a área urbana para fazer esses serviços. 
 “Isso vem de encontro com a melhoria no sinal na área rural. Hoje, nós vemos que a evolução chega a todos os cantos e na área rural da mesma forma. Agora, temos os estudos on-line, até catequese fazemos por celular ou computador, e as notas fiscais. Sabemos que o agricultor tem contato com o mundo, e ele vai buscar essa informação e vai aplicar tudo isso que recebe, através desse meio de comunicação, para que possa melhorar a atividade na agricultura”, destaca o secretário Gnatkowski. 
Um dos moradores que já utiliza a internet de fibra óptica é o empresário Edinei Borges Pereira, ele tem uma mercearia na localidade do Pinho e diz que está muito satisfeito com o serviço. “Para mim, foi uma transformação em 100% para melhor, só tenho elogios. Facilitou muito os trabalhos para baixar notas, é muita melhoria”, destaca. Com a nova tecnologia na localidade, ele conseguiu instalar a máquina de cartão para utilizar na empresa. Também, ele deixa liberado o wifi para que os clientes possam utilizar. “O pessoal utiliza e não prejudica em nada o sinal. Ficou muito bom”, completa. 
A empresa J. De Col Telecomunicações é a responsável pelo serviço no Pinho, além dessa localidade, também irão atender São Miguel, depois Caratuva 1 e 2, Rio do Couro, Faxinal do Rio do Couro, Faxinal dos Melos, Cerro do Canhadão e Cerro da Ponte Alta. “Nós, a princípio, vamos fazer essas áreas, aí têm outros provedores que fazem outras regiões. Até, a pedido do secretário, estamos nas áreas com maior deficiência. Agora, com a exigência das notas eletrônicas, corremos contra o tempo para levar o mais longe possível, inclusive, temos intenção de chegar até o Cadeado, Cadeadinho e Palmital”, disse o proprietário da empresa, Juliano de Col. 
A internet terá um custo mensal, mas a instalação não é paga. Para aqueles produtores que emitirem a nota fiscal eletrônica, não somente aderirem, terão um desconto na assinatura.