Casamentos são cancelados ou adiados devido a pandemia do COVID-19

O vírus que se alastrou por todo o mundo causou mudanças em diversas atividades

Flávia Tribek e Robson Lucas Cardoso estão noivos e marcaram o casamento aproximadamente dois anos, mas tiveram que adiar a tão esperada data devido a pandemia do coronavírus. O casamento seria no mês de maio.

“Acredito que essa seja a melhor decisão que tomamos no momento, uma vez que estamos protegendo quem amamos e temos carinho”, comenta a noiva.

O casal pretende entrar em contato, futuramente, com os fornecedores, conforme a disponibilidade de todos, irão agendar uma nova data. Provavelmente, o casamento será em novembro, mas segundo eles, estão presando pela disponibilidade dos mesmos fornecedores e está difícil encaixar uma data em que todos possam.

“Essa pandemia adiou diversos sonhos, porém é o momento de pensar na vida e saúde dos nossos familiares e amigos (as) ”, este é pensamento do casal diante da situação.

A proprietária da loja EB Exclusiva, Elisabeth Boscardin, contou ao nosso jornal como está sendo enfrentar a pandemia economicamente. Sendo que todos os eventos e festas foram cancelados ou adiados.

Os contratos de locação são feitos com 50% de entrada, muitos clientes preferem quitar o pagamento antes do dia do evento, neste período de paralisação houve dois casamentos que estavam marcados e tiveram que ser adiados.

A média de locação da loja é de 50 a 70 contratos em um mês normal, no mês de março teve a primeira semana com formaturas, segundo a empresária, foi a única semana do mês que teve algum lucro.

“Os contratos que iam até junho e julho foram todos cancelados, os clientes ficaram com receio, e também as igrejas já aconselharam a mudar”, conta Elisabeth.

A empresária disse que o mês de março ficou zerado, ou seja, não há dinheiro para pagar aluguel, funcionários e o próprio sustento, pois não há locações.

A maioria dos clientes não adiou a festa, ficaram apreensivos e cancelaram o contrato, quando as coisas voltarem ao normal, a loja irá começar como se fosse do início.

Outra situação relacionada a este assunto foi contada pela produtora de eventos, Daniele Menon, em que houve o cancelamento de um casamento que estava previsto para o mês de maio. Ela faz parte da equipe da empresa Italiano Eventos que atende a diversas festas, inclusive casamentos.

Segundo Daniele os casamentos marcados para março e abril já foram adiados para o final do ano, alguns que estão agendados para maio ainda não foram remarcados. A produtora comentou que mesmo tendo consciência do possível adiamento, muitos clientes estão esperançosos em realizar a festa no mês de maio, embora já estão pensando em uma data futura.

“Há uma grande dificuldade em acertar uma nova data, sendo que a maioria está marcando para o segundo semestre de 2020 e é preciso entrar em acordo com todos os fornecedores para que trabalhem juntos e ninguém saia prejudicado”, disse Daniele.

A preocupação maior está nas consequências para o futuro, pois se as pessoas forem afetadas economicamente, hoje, posteriormente, terão menos condições de investir em festas, pelo menos por um tempo, conforme relatou a produtora Daniele.