Medidas de prevenção ao coronavírus adotadas pelas igrejas evangélicas de Irati

Diante da pandemia que está sendo enfrentada no pais, com perigo eminente de contaminação humana do COVID – 19 (Coronavírus), as igrejas lançaram algumas notas informativas à população

Confira o posicionamento de algumas igrejas evangélicas do município, em relação a contenção do coronavírus, quais atitudes tomadas frente a este problema global.

– A Igreja Evangélica Assembleia de Deus optou por manter dois cultos durante a semana e as pessoas devem manter dois metros de distância. Alegando não haver proibição direta dos agentes oficiais e governamentais sobre o cancelamento.

Segundo o pastor presidente Gilberto Lopes Fernandes, é momento de amparo espiritual, porém algumas observações devem ser seguidas: portas e janelas totalmente abertas; disponibilidade de álcool gel; evitar contato físico; recomenda-se que pessoas que fazem parte do grupo de risco permaneçam em suas residências; foram cancelados ensaios de todos os grupos, e cultos/atividades infantis.

– O Conselho Nacional da Igreja Quadrangular ordenou que fossem tomadas algumas medidas devido a pandemia enfrentada no pais. Nas igrejas de Irati houve o cancelamento de todos os eventos até julho; divisão das reuniões em dois horários para que o público não seja maior que 50 pessoas; disponibilidade de álcool gel e evitar qualquer contato físico.

– A Comunidade Alcance cancelou todas as reuniões de cultos presenciais (Jovens, Adolescentes, Crianças); reuniões nas casas, (células); todos os cursos recorrentes. Os cultos acontecerão online e será transmitido através do www.youtube.com/alcanceirati.

“Toda a comunidade Alcance está envolvida num clamor a Deus em favor de nossa cidade e nação, ininterruptamente, por tempo indeterminado, orando 24 horas por dia, cada família em sua própria residência. Convidamos a população em geral a participar desse movimento de fé”, diz a nota.

– A Igreja Presbiteriana, considerando as recomendações do Ministério da Saúde, suspendeu todas as reuniões, até o final deste mês, para posteriormente fazer outra avaliação e se necessário manter a quarentena.