Câmara solicita estudos para repasse de subvenção à Comunidade Bethânia

Valor requisitados pelos vereadores é de R$ 80 mil
["Mesa diretora solicita ao Executivo o repasse de R$ 80 mil "] (Foto: Assessoria CMI)

Durante a última Sessão Ordinária na Câmara de Vereadores de Irati a mesa Diretora da Casa, vereadores Nei Cabral, José Bodnar, Wilson Karas e Alberto Schereda, sugeriu que sejam realizados estudos para repasse de subvenção à Comunidade Bethânia de Irati, que é uma entidade sem fins lucrativos, que trabalha com dependentes químicos, além de outras formas de dependências.

Os vereadores solicitam o valor de R$ 80 mil para atenções básicas no local. “A entidade abriga, atualmente, 20 pacientes, sendo assim solicitamos que, na forma de subvenção, sejam destinados recursos, no valor de até R$ 80 mil para utilização da Comunidade, de modo a oferecer melhores condições de atendimento no transporte, alimentação, luz e outras despesas dos acolhidos. Para tanto a Comunidade apresentará um plano de trabalho da aplicação dos recursos e prestação de contas dos valores recebidos”, afirmaram os membros da Mesa Diretora.

OUTRAS SOLICITAÇÕES

Também na última sessão, os vereadores apresentaram e aprovaram nove indicações e um requerimento ao Executivo. No Expediente, os parlamentares explanaram sobre a importância das solicitações, oriundas da própria população, que através de seus representantes, busca melhorias para suas comunidades.

O vereador Rogério Luís Kuhn sugeriu a realização de melhorias, se possível pavimentação asfáltica, na Rua José Parpeleon (localizada nos fundos do Supermercado Ivasko da Dona Noca). Conforme ele, o pedido se justifica pelo fato de que esta rua se encontra em condições precárias de trafegabilidade.

O presidente Nei Cabral solicitou o envio de ofício ao Departamento de Estradas de Rodagem - (DER), sugerindo esforços para recuperação da PR 364, que liga Irati ao Distrito de Guamirim. Cabral também apresentou requerimento solicitando informações sobre os resultados da ação denominada “Dia D de Combate à Dengue” realizada pela administração no dia 10 de abril.

Marcelo Rodrigues recomendou a viabilização de recursos para implantação dos projetos “Meu campinho” e “Academia ao ar livre” no espaço disponível no terreno onde se localiza o Centro Comunitário de Engenheiro Gutierrez.

Roni Surek requereu estudos e planejamento para que a coleta de lixo na área central ocorra diariamente após o horário de fechamento do comércio, ou seja, após às 18h30 de segunda a sexta e após às 16h aos sábados, a fim de evitar a exposição e o acúmulo de sujeira nas ruas centrais, o que vem originando transtornos e reclamação de moradores e visitantes. Também indicou serviços de melhorias na estrada do Caratuva (atrás da Capela Santa Paulina que dá acesso à BR). Já o vereador Nivaldo Bartoski, junto com Roni, sugeriu que seja refeita, com urgência, a ponte na comunidade do Taquari, sentido Campo Velho, em frente à residência do Sr. Júlio Novakoski.

O primeiro secretário, José Bodnar, apresentou indicação sugerindo a instalação de uma “Academia da Terceira Idade” no Bairro Stroparo, nas proximidades da Capela São Francisco de Assis ou em outro local do Bairro a ser designado pelo Executivo.

Todos as solicitações foram encaminhadas ao Executivo, que deverá tomar as medidas cabíveis referente as indicações e responder o pedido de informações no prazo legal.


Veja Também