Iraty tenta se segurar na disputa da 2ª divisão do Campeonato Paranaense

Afundado em má gestão e falta de planejamento, Azulão busca qualquer tipo de apoio

O Iraty Sport Club fez sua estreia fora de casa na segunda divisão do Campeonato Paranaense, no domingo (7), contra a equipe do União, no estádio Anilado, em Francisco Beltrão. A equipe, que viajou para a disputa no dia do confronto, tinha apenas três atletas inscritos no boletim informativo diário eletrônico (BID) da CBF e assim, sabia que mesmo em caso de vitória, não acumularia os pontos e ainda sofreria punição pela participação de atletas irregulares.

A partida foi bastante equilibrada, o União abriu o placar aos 9 minutos e sofreu o empate aos 17. O Azulão chegou a ficar na frente do placar, marcando seu segundo gol aos 39, mas em seguida, aos 44 os adversários empataram, terminando assim  o primeiro tempo.

No segundo tempo, logo no início, os beltronenses voltaram a ficar na frente. Sem se abater, o time de Irati buscou o empate aos 11 minutos, mas não conseguiu segurar os adversários, que fizeram mais um aos 13 e acabaram vencendo o Azulão por 4 a 3.

A decisão de participar do jogo, mesmo nesta situação, se deu pelo fato de que havia grande possibilidade de perder a segunda partida por WO, no duelo que faria em casa na quarta-feira (10), contra o Prudentópolis, pois esperava o veredito da Federação sobre o laudo técnico do Estádio Abraham Nagib Nejm, que de fato, foi revogado na segunda-feira (8). Se não participasse da primeira partida, confirmado o WO na segunda, poderia ser rebaixado automaticamente para a terceira divisão.

Mesmo com dificuldades, equipe faz boa estreia, mas perde em Francisco Beltrão | Foto: Isis Azevedo

 

DIFICULDADES

Além dos contratempos acumulados com o pouco tempo de preparação e a falta de planejamento para a disputa do campeonato, o clube enfrenta grave dificuldade financeira e teve que contar com a colaboração da diretoria do União que doou R$ 250,00 para custear a alimentação da delegação após a disputa do jogo, pois o dinheiro angariado, que já havia sido rateado por pessoas da cidade, não foi suficiente.

Esse caos na logística da viagem, se deu pela ausência do ex-gestor Virgílio Mendes, que além de não contribuir para as despesas, que seria de sua atribuição, é o principal suspeito de ter subtraído documentos e contratos na sede administrativa do clube.

ARROMBAMENTO

Membros da diretoria encontraram na segunda-feira (8), uma das salas da sede com a porta arrombada e perceberam a falta de contratos, documentos e carteiras de trabalho de atletas. Foi registrado boletim de ocorrência e o clube aguarda o desfecho da investigação.

O presidente interino Antônio Martins (Toninho), em meio a todos estes problemas, rescindiu o contrato com Virgílio Mendes pelo não cumprimento das suas funções e busca apoio de colaboradores e comerciantes para tentar dar seguimento ao trabalho e evitar uma desistência do certame.

A EQUIPE

A comissão técnica e o elenco, demonstraram enorme comprometimento e dedicação no trabalho, relevando as adversidades extracampo e evidenciando grande potencial de crescimento na competição. Com o bom desempenho na estreia, conquistaram a confiança dos torcedores, que esperam uma resolução imediata dos problemas para que a equipe possa desempenhar seu papel de maneira digna e que consiga, no mínimo, permanecer na divisão de acesso.

Comprometimento da comissão técnica e do elenco conquistou os torcedores| Foto: Ewerton Toko

 


Veja Também