Governo repassa recursos aos municípios para melhorias na Saúde

Valor liberado é de R$ 50 milhões para tender todos as cidades do Paraná

Os 399 municípios paranaenses já estão recebendo os recursos autorizados pelo Governo do Estado para investimentos na área. Foram liberados R$ 50 milhões para obras, aquisição de equipamentos de urgência e emergência e a programas de vigilância em saúde. A autorização foi assinada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior no mês passado.

“Estamos transformando a saúde do Paraná, fazendo com que os serviços ofertados pela rede pública cheguem mais perto da população de forma qualificada e eficaz”, afirmou o secretário estadual da Saúde, Beto Preto, ao confirmar que a maior parte dos recursos está à disposição dos municípios.

Do montante liberado, R$ 23 milhões referem-se à implementação de ações dos programas de vigilância em saúde – todas as cidades do Estado são beneficiadas. Estes programas abrangem ações de combate à dengue, controle e combate à doenças transmissíveis, como sífilis, hepatites e aids, de doenças crônicas como diabetes e hipertensão, programas de vacinação e acompanhamento da saúde materno-infantil.

Os recursos destinados à compra de equipamentos de urgência e emergência somam R$ 11,8 milhões. São 73 municípios atendidos e os valores também já chegaram às prefeituras para início dos processos de compras.

OBRAS

Para as obras, o Governo do Estado está aportando R$ 10,1 milhões, recursos que estão sendo liberados a 26 municípios, conforme a aprovação final de cada projeto.

“Muitos prédios que hoje estão em situação crítica para o atendimento dos usuários serão totalmente reformados ou ampliados, e em outras cidades serão construídas novas unidades. Os recursos também vão beneficiar muitos moradores da zona rural, principalmente com novas unidades de saúde da família”, complementa o secretário Beto Preto.

ÁREA RURAL

Muitas cidades investirão os recursos em obras na zona rural, como Marmeleiro, Itaperuçu, Guamiranga, Turvo, Fênix, Paranavaí, Umuarama, Ivaiporã e Pitanga

“Na área do Distrito de Mandiocaba, na zona rural de Paranavaí, serão beneficiadas cerca de 650 famílias que moram em sítios e fazendas. Hoje estes moradores são atendidos em um espaço cedido pela igreja”, disse o prefeito Carlos Henrique Rossato Gomes (Delegado Kiq).

Itaperuçu, na Região Metropolitana de Curitiba, construirá a primeira Unidade de Saúde da Família da zona rural, atendendo os moradores dos bairros Pombas, Queimadinha, Pocinho, Betarina, Ilhéus e Campinas dos Ilhéus, que somam cerca de 500 famílias, segundo o prefeito Hélio Guimarães.

MELHORIAS

Outras cidades vão aprimorar os atuais espaços de atendimento, como Altônia, na região Noroeste, que reformará a unidade de saúde do Jardim Planalto, com cerca de 2 mil moradores. “O prédio foi construído em 2011, mas apresenta sérios problemas no piso, muros e em algumas estruturas. Tivemos, inclusive, que interditar o prédio até a reforma”, explica o secretário municipal de Saúde, Edson dos Santos Souza.

Santa Cruz do Monte Castelo, Uraí, Tomazina, Wenceslau Braz, Santo Antônio da Platina, Rio Branco do Ivaí e Rosário do Ivaí também investirão na ampliação e reforma de unidades de saúde.