8ª CIPM completa nove anos de atuação em Irati

Cerimônia homenageou policiais e civis que auxiliam no trabalho da Companhia

Na manhã de sexta-feira (18), na Câmara de Vereadores de Irati, foi realizada a solenidade militar alusiva ao aniversário da 8ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), que completou nove anos no dia 14 de outubro.

Durante a cerimônia, foram feitas entregas de medalhas e moedas de mérito, que enaltece os policias, civis ou instituições que contribuíram com a Companhia. Também teve entrega de medalhas de menção honrosa e mérito pessoal, destinada a homenagear as praças da corporação que tiveram seus méritos pessoas reconhecidos.

Ao todo, 40 pessoas, entre policiais e civis, foram agraciados com as homenagens. Teve, também, um elogio individual à Tenente QEOPM Gisleia, que atuou na Companhia desde 2008, e como oficial desde 2012. Atualmente, está na Polícia Ambiental. “A gente trabalhou muito, conhece um por um dos policiais, tivemos momentos bons e ruins, e na hora passa tudo isso na cabeça, mas sempre estarei por aqui, inclusive, Irati faz parte da área que a minha Companhia atua, então sempre estaremos por aí, só que o serviço é diferente”, disse a homenageada.

O tenente-coronel Edmauro de Oliveira Assunção, do 4° CRPM, acompanhou a solenidade e comentou sobre o trabalho da PM em Irati. “Ouvimos a palavra de várias autoridades elogiando e enaltecendo o trabalho da Polícia Militar e o próprio comando reconhecendo os trabalhos de seus policiais, por meio da entrega das medalhas, nós pudemos ter um feedback que, tanto a população, quanto a polícia militar, estão integradas em relação à segurança pública”.

O Major Joas Lins disse que quer ver o crescimento da companhia, e que todo o efetivo trabalha dando continuidade a um trabalho que acontece desde o início. “Só temos a crescer, a gente está trabalhando para que Irati tenha um batalhão e o subgrupamento de incêndio, porque a área é muito grande. A construção do nosso quartel está encaminhada para o ano que vem, as autoridades sinalizaram de forma positiva. A tendência é transformar a Companhia e o Corpo de Bombeiros em batalhão, com mais recursos, viaturas, efetivos, porque temos um trabalho de continuidade, os policiais são muitos dedicados, não perdemos a essência”.