Criminosos roubam empresa em Teixeira Soares e fazem funcionários de reféns

Os assaltantes ainda não foram identificados pela Polícia Militar

Esther Kremer com informações da PM

Na quarta-feira (20), por volta de 20h30, a equipe da Polícia Militar foi acionada pela COPOM de Irati, para atender uma situação de roubo que, segundo informações das vítimas, cerca de seis ou oito indivíduos armados teriam invadido uma empresa de manutenção, furtaram diversos objetos, a camionete da empresa e fizeram os funcionários de reféns. Os criminosos não foram identificados.

No local, a PM fez contato com uma das vítimas que relatou que um indivíduo foi até a empresa solicitando ajuda, pois seu veículo, supostamente, teria estragado as margens da rodovia. No momento em que a vítima pediu que seu marido abrisse a porta, os outros indivíduos, que estavam fora do campo de visão, entraram no local e anunciaram o roubo.

Segundo o relato das vítimas, todos os assaltantes estariam portando arma de fogo do tipo revólver, e ameaçavam matar os funcionários que ali estavam, caso não colaborassem com eles. Durante a ação, os criminosos falavam a todo momento que eram de longe e queriam saber onde estavam escondidos os fios de cobre e só sairiam do local quando conseguissem os objetos.

Segundo a vítima, ela informou aos autores do roubo que não trabalhavam com esse tipo de material e um dos criminosos foi em sua direção e começou a agredi-la com murros, causando uma lesão em seu lábio. Por não conseguirem obter o material desejado (fio de cobre), os autores roubaram vários maquinários e aparelhos eletrônicos, e para fazer o transporte dos objetos, levaram a caminhonete VW Amarok, de cor branca, pertencente a empresa.

A PM, na posse de informações da central de localização dos veículos da empresa, se deslocou cerca de 7km a frente do local do roubo e localizou a referida caminhonete. O local onde a mesma se encontrava era uma plantação nas margens da BR-277, não foi localizado nenhum dos autores do roubo e nenhum objeto citado pela vítima.

Diante do fato de a caminhonete ainda não se encontrar com alerta de furto e roubo, foi feita a restituição do veículo diretamente ao proprietário.

Segundo a equipe policial, as vítimas não conseguiram passar maiores detalhes sobre os autores, e o local não possui sistema de monitoramento por câmeras, o que dificulta uma possível identificação dos criminosos. Até o momento, nenhum dos assaltantes foi encontrado.