PM prende homem por posse irregular de arma de fogo e crime ambiental

Na ação, foram apreendidas uma espingarda, munições e uma motosserra

Redação, com informações da 8ª CIPM

Após denúncias, a equipe da Polícia Militar prendeu um indivíduo por posse irregular de arma de fogo e por corte ilegal de árvores nativas na localidade de Cachoeira, em Inácio Martins. Na operação, realizada na quarta-feira (23), foram apreendidos uma espingarda, munições e uma motosserra.
Ao se deslocar até o local, os policiais constataram de imediato uma grande área de destoca. Na residência, a esposa do indivíduo disse à polícia que ele estava na mata. Diante disso, a equipe foi à procura do homem, que foi localizado pelo barulho da motosserra.
Em meio a mata, foi flagrado o sujeito cortando uma árvore de Xaxim. Então, foi realizada abordagem e feita busca pessoal, mas nada de ilícito foi encontrado. Outro indivíduo que estava no local também foi abordado, porém nada foi encontrado com este também. A polícia deu voz de prisão ao indivíduo por crime ambiental.


A equipe observou que várias árvores foram derrubadas, entres elas: Imbuias, Araucárias e Xaxim. Também foi localizado um forno de carvão e um trator com uma carreta carregada com várias toras de madeira. Segundo o autor, o trator era usado para baldear a madeira até o forno.
Em um paiol, foi encontrada uma espingarda pendurada na parede, esta se tratava de uma réplica de fabricação artesanal. Escondido no meio de espigas de milho também estavam uma lixadeira Bosch e uma arma de fogo do tipo espingarda, marca Boito cal.36, dois canos. Ainda, três cartuchos deflagrados de cal.36 foram encontrados. Com isso, foi informado ao autor que seria preso também por posse irregular de arma de fogo.
A CIA de Polícia Ambiental de Guarapuava também esteve no local. Em seguida, foram realizados os procedimentos administrativos da mesma.
O autor foi conduzido até o pronto atendimento para laudo de lesões corporais e posteriormente, juntamente com os objetos apreendidos, encaminhado para a Delegacia de Irati para a realização de flagrante.