14º salário e abono extra de R$ 2 mil

Com a antecipação do 13º salário do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) aos aposentados e pensionistas, os segurados da previdência social aguardam pela liberação de um benefício extra no final do ano

Ricardo Junior

O 14º salário emergencial e o abono extra de R$ 2 mil, são medidas que surgiram no ano passado, em prol dos aposentados e pensionistas considerados do grupo de risco da pandemia da Covid-19.

Com a antecipação do 13º salário do INSS no ano passado, muitos parlamentares tentarem criar medidas para proteger os segurados, que no final do ano tiveram uma renda bem mais curta.

Porém, ambas as medidas não avançaram e consequentemente não foram liberadas, e novamente, conforme a antecipação do 13º salário este ano, os temas voltaram para a mídia.

Vale lembrar que a criação do 14º salário surgiu por meio do Projeto de Lei nº 3657/2020, já o abono extra de R$ 2 mil surgiu através de uma Sugestão Legislativa.

Contudo, é necessário desmistificar logo de cara que ambas as medidas, amplamente divulgadas não devem ser liberadas. Isso porque precisamos compreender alguns pontos como, a falta de agenda parlamentar, a inércia dos parlamentares, a falta de orçamento, dentre vários outros temas que inviabilizaram a criação das medidas.

Assim os segurados do INSS não devem contar com essas medidas que vem sendo cogitadas desde o ano passado, que este ano estão ainda mais enfraquecidas.

Segurados terão algum benefício no final do ano?

O final deste ano, deve ser semelhante ao final do ano passado, ou seja, sem qualquer alteração ou novo programa emergencial que possa ajudar financeiramente os aposentados e pensionistas.

Sendo assim, é importante que os segurados contem com uma realidade um pouco mais dura, com uma verba reduzida e o maior controle das finanças.

A possibilidade para os aposentados e pensionistas é sobre a contratação de empréstimo consignado, pois, assim como no ano passado o governo elevou a porcentagem de 35% para 40% até o dia 31 de dezembro de 2021.

Assim, os segurados que não contrataram empréstimos com a nova margem, tem até o final do ano para conseguir fazer, mas lembre-se que é extremamente importante manter o controle financeiro para que esse crédito não se torne mais um problema.

Fonte: https://www.jornalcontabil.com.br/14o-salario-abono-de-r-2-mil-inss-vai-pagar-beneficio-no-final-do-ano/