Expectativa positiva marca retomada das atividades pedagógicas presenciais na Unicentro

A universidade retomou na segunda, 31, as aulas presenciais, de forma integral, em todas as suas unidades universitárias e avançadas

Assessoria

Depois de dois anos de atividades pedagógicas presenciais suspensas por causa da pandemia de Covid-19, estudantes e professores estão, a partir de agora, de volta às salas de aula da Unicentro. A universidade retomou nessa segunda, 31, as aulas presenciais, de forma integral, em todas as suas unidades universitárias e avançadas. Em cada um dos turnos, na chegada, a expectativa era grande e positiva por parte de professores e estudantes.

“As minhas expectativas são bem grandes, porque a gente está voltando agora, passamos por muitos momento difíceis e acho que essa volta vai impulsionar o nosso ano”, avalia o acadêmico de Pedagogia, Lenon Rafael dos Santos, ao chegar ao campus Santa Cruz hoje pela manhã. Professor do curso de Administração, lotado na mesma unidade universitária, Ari Schwans também afirmou estar com “a expectativa bastante grande para esse nosso retorno às atividades normais. Embora tenhamos trabalhado para fazer o melhor possível nas atividades remotas, sempre falta o contato, a convivência do dia a dia com os alunos. Eu acho que isso é muito importante tanto para nós professores, quanto para os estudantes”.

Essa animação e boas expectativas são compartilhadas pela administração central da universidade. Nesse primeiro dia em que a Unicentro recebe a totalidade de alunos e professores novamente aos campi, o vice-reitor Ademir Fanfa Ribas lembra que algumas das atividades já estavam em andamento desde o segundo semestre de 2021. “O retorno presencial da universidade já aconteceu. As aulas práticas já estão desde o ano passado sendo realizadas e, agora, nós estamos com as atividades presenciais com a esperança e com a expectativa de que tudo possa ocorrer bem”.

“É um dia muito especial. Temos uma comissão de alunos que está nos ajudando. O campus está seguro com álcool nos totens, salas de aula com distanciamento, temos entradas e saídas orientadas e informatizadas para que alunos, professores, a comunidade toda possa se sentir segura nesse momento”, explica a diretora do Campus Santa Cruz, professora Christine Vargas Lima. E os estudantes mostraram que têm consciência da responsabilidade de cada membro da comunidade nesse processo de retomada. “A gente poder estar voltando é algo muito significativo. Estou muito animada e vamos seguindo todas as normas, obviamente, se cuidando, porque isso é o principal”, defende Ana Verônica Colaço, acadêmica de Pedagogia.

No campus Cedeteg, onde as atividades práticas estão em andamento desde o ano passado, a retomada da integralidade das atividades também segue protocolos de biossegurança estabelecidos pelos órgãos de saúde nacional, estadual e municipal. “A expectativa nesse retorno presencial total é que, se todos cumprirem as nossas normas de biossegurança, teremos aulas bem tranquilas nesse retorno presencial. A vacinação é extremamente importante para nós, para a proteção de cada um e de todos. Sabemos que com todos os protocolos de segurança, o retorno vai ser seguro para todos”, diz o diretor da unidade universitária, professor Ricardo Miyahara.

A alegria pelo retorno presencial também tomou conta de professores e acadêmicos do Cedeteg. Uma delas a docente do curso de Enfermagem Carine Sangaleti. “O retorno era muito esperado pelos alunos e também pelos professores, que estavam em franco sofrimento mental, por passar tanto tempo em atividade online, sem o contato, e o aprendizado se faz muito dessa interação”, avalia. “Não tem comparação o ensino a distância e o ensino presencial. Também é a gente dar continuidade à vida depois de uma pandemia. Estamos nos adaptando melhor a essa nova rotina”, complementa Patricia Gregório, estudante de Medicina Veterinária.

Em Irati, o retorno dos estudantes e professores também movimentou o campus. O reencontro nas salas de aula e corredores veio cheio de alegria, mas não deixou de lado os cuidados necessários. “Nós notamos uma empolgação nos estudantes que estamos encontrando. Todos estão tomando muito cuidado, usando máscara, buscando conversar com os colegas, mas evitando aglomeração. Estão todos nas salas de aulas, mas a gente ouve um barulho, uma voz que há muito tempo não estávamos ouvindo – um barulho mostrando a nossa universidade viva”, conta a diretora do campus Irati, professora Andrea Nogueira Dias.

Em todos os campi universitários e unidades avançadas, a Unicentro está cumprindo os protocolos de biossegurança com distanciamento em sala de aula; disponibilização de álcool 70%; obrigatoriedade do uso de máscara; e cartazes com orientações de prevenção. Além disso, a apresentação do comprovante de vacina para discentes, docentes e agentes universitários continua sendo obrigatória e, em caso de qualquer suspeita ou confirmação de contaminação por Covid-19, o Programa de Assistência à Saúde (PAS) da universidade deve ser comunicado pelo telefone (42) 99970-3384.

“Aquelas pessoas que têm algum tipo de sintoma que a gente considera como síndrome gripal, que é qualquer sintoma parecido com uma gripe, devem ficar em casa e entrar em contato conosco no PAS. Nós vamos investigar esse caso, vamos orientar esse aluno, professor ou funcionário sobre o que fazer e vamos afastá-lo durante o período necessário”, elucida a coordenadora do PAS, professora Maria Regiane Trincaus.