Vereadores aprovam Plano Diretor de Drenagem Urbana do Município

Na noite do dia 4 de fevereiro, a Câmara deu início as atividades plenárias de 2020 realizando a 1ª Sessão

Na noite do dia 4 de fevereiro, a Câmara deu início as atividades plenárias de 2020 realizando a 1ª Sessão Ordinária do 1º Período do 4º Ano da 26ª Legislatura. A Sessão foi acompanhada por diversos Presidentes e membros de Associações, que a convite do Professor Helder Beal, responsável pelo Programa de Reestruturação de Associações de Irati (PRAIR), vieram conhecer e acompanhar os trabalhos parlamentares da Casa.

Nesta sessão de abertura, ocorreu a eleição e posse das Comissões Permanentes da Casa para o ano de 2020. Durante o Expediente, um novo projeto de lei do Executivo foi lido, além de quatro indicações dos vereadores. Também foram aprovados em segunda votação Na Ordem do Dia, dois projetos de lei do Executivo e na palavra-livre os vereadores discorreram sobre diversos temas desejando um bom ano a todos.

O vice-presidente Wilson Karas apresentou indicação solicitando que seja enviado ofício à Companhia de Saneamento do Paraná – SANEPAR sugerindo a realização de melhorias no atual sistema de abastecimento de água da Comunidade de Volta Grande, especialmente com a incorporação do poço artesiano já existente ao sistema da Sanepar. Conforme ele, o pedido é uma reivindicação dos moradores da localidade e irá beneficiar cerca de 38 famílias.

O 2º Secretário Alberto Schereda sugeriu a realização de estudos para implantação de travessias elevadas na Rua Nossa Senhora de Fátima (em frente à Farmácia Maxifarma) e na Rua Antônio Cavalim (nas proximidades do Ravanello). Segundo ele, as referidas vias apresentam considerável fluxo de pessoas e veículos. Já o vereador Edson Luís Elias solicitou a realização de serviços de patrolamento e cascalhamento na estrada que dá acesso à Cachoeira do Pinho de Baixo e sugeriu a substituição da academia ao ar livre existente na Praça Etelvina Andrade Gomes (em frente à Igreja Matriz Nossa Senhora da Luz), por novos equipamentos, visando proporcionar melhores condições para a realização de atividades e lazer a quem frequenta o local.

ORDEM DO DIA

Em segunda votação foram aprovados o Substitutivo ao Projeto de Lei nº 093/2019, que autoriza o Executivo a promover a venda em leilão de veículos e sucatas reputados como de recuperação antieconômica para os cofres públicos e o Projeto nº 107/2019, que dispõe sobre o Plano Diretor de Drenagem Urbana do Município de Irati-PR e dá outras providências.

PALAVRA-LIVRE

Rogério Luís Kuhn parabenizou a Mesa Diretora pela redução drástica das diárias no ano de 2019. Apresentou também propostas para discutir durante este ano com os vereadores. Citou a questão dos fogos e artifícios; a redução do consumo de sacolas plásticas; possível regulamentação das caçambas que recolhem resíduos sólidos; instalação de um projeto piloto de câmaras dentro de salas de aula da rede municipal de ensino; apresentação de relatório público antes da transição administrativa e eleitoral “para que a população saiba a real situação da prefeitura”; discussão da redução ou ajustamento do orçamento da câmara, pois “gastamos em torno de R$ 2 milhões no ano e recebemos mais de R$ 4 milhões. Como nós legisladores podemos determinar o orçamento da prefeitura se nós não conseguimos fazer corretamente e equilibradamente o nosso próprio orçamento? Temos que discutir esta ideia antes da eleição”, sugeriu Kuhn.

Helio de Mello reforçou a importância da união de esforços em benefício da população. “Ao longo dos últimos três anos demos todas as condições legais para que o executivo desempenhasse as suas funções, não ficou nenhum projeto parado nesta casa, todos foram votados com responsabilidade. A Câmara tem sido parceira, mas independente. E vamos continuar apresentando demandas, reinvenções do povo, sem nos furtar da função de legislar e fiscalizar. Precisamos continuar trabalhando de forma constante, honesta e com ética pensando sempre no progresso e bem estar da população, que confiou em nosso trabalho e no futuro de Irati. É hora de avançar, acelerar os projetos em execução. Todos me conhecem e sabem das minhas cobranças. Tenho certeza que com a efetiva participação de todos, do poder público, dos diversos setores, das famílias vamos continuar fazendo de Irati uma cidade cada vez melhor para se viver”, agradeceu Helio reafirmando o compromisso de continuar trabalhando por Irati em favor de todos. “Temos nesta sessão o início de uma reta final de um novo começo”, concluiu.

Roni Surek contou que esteve nos bairros Vila São João, Jardim Aeroporto e Promorar atendendo pedidos de moradores. “Um deles fica na Rua José Mikaldo Zela, onde existe um problema de um bueiro que foi solucionado através dos trabalhos da administração, porém, existe um outro bueiro entupido, que compete ao DNIT resolver, mas o mesmo não resolve e não permite que a Prefeitura faça”, lamentou Surek citando ainda a Rua Alameda Virgílio Moreira. “Vão lá ver o tamanho do mato que está no calçamento, impossibilitando a passagem de pedestres, o DNIT não conserva o espaço e não deixa a administração fazer. O prefeito Jorge e o deputado Sandro Alex já bateram na porta do DNIT exigindo a municipalização, e até agora não aconteceu. No trajeto da BR 153 até o Riozinho existem valetas a céu aberto”, desabafou. Sobre os radares da 153, “foram colocados mais dois. E onde está indo o dinheiro das multas? Para melhorias da BR e das valetas é que não é. Cadê o dinheiro?”, indagou. O vereador pediu que seja encaminhado um documento assinado por todos os vereadores ao DNIT pedindo explicação pela falta de atenção. Roni relembrou e comemorou a obra que está sendo feita no Estádio Municipal Abrahm Nagib Nejm, através de uma emenda viabilizada pelo deputado Toninho Wandersheer. “A construção terá 450m² e contará com um amplo salão, salas de apoio, depósito, banheiros e palco, a qual vai ajudar muito na realização do Torneio de 1º de maio”, afirmou. Para finalizar, Surek disse que tem feito jus ao salário recebido. “Cobro, exijo e fiscalizo”.

Nivaldo Bartoski comemorou a vinda do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para Irati, o qual vai atender toda a região. “Uma luta constante que vem lá de 2009. Nós vereadores votamos conscientemente o projeto que ratificou a vinda do Serviço porque sabemos da importância à população”, afirmou. Nivaldo também relatou sobre a casa que queimou no Rio Preto divisa com Rio Corrente onde uma família perdeu tudo. “Fui procurado por estar família que me pediu ajuda. Hoje passei lá a casa já está sendo levantada novamente, agradeço a Secretária Sybil pelo apoio. Agradeço também o Executivo e ao ex-secretário Anselmo que providenciou madeira de qualidade para que a casa seja reerguida. É com humildade, honestidade e simplicidade que resolvemos os problemas”, destacou o vereador. “Eu respeito os funcionários públicos pois é através deles que temos o desenvolvimento de Irati, são pequenas andorinhas que temos que ser gratos”. Bartoski disse ainda “Irati avançou muito. Sou um legítimo representante, tenho representado não só o Itapará, mas os quatro cantos de Irati com dignidade e simplicidade. Muito obrigado ao povo, gente batalhadora e humilde, o nosso agricultor olha com convicção hoje que o município avançou”, finalizou.

Marcelo Rodrigues parabenizou o Professor Helder por trazer as associações na sessão e pelo trabalho que vem fazendo. “Esta Câmara ano passado aprovou um empréstimo de mais de R$ 7 milhões, onde serão contempladas ruas do bairro Lagoa e Engenheiro Gutierrez”, enfatizou. “Falar do orçamento de Irati, de representação e de trabalho de vereador, deixo alguns pontos: hoje para atender todos os bairros com pavimentação, recuperar as vias que estão esburacas vai aproximadamente em torno de R$ 250 milhões, a prefeitura de Irati tem capacidade de endividamento próximo de R$25 milhões. Ninguém poderá atender Irati na sua totalidade, as pessoas acham que vão se eleger e vão alcançar este sonho”, desabafou. Sobre o bairro Engenheiro Gutierrez, “as pessoas perguntam o que este vereador de quarto mandato fez pelo bairro até agora? No ano de 1996 a 2000, os representantes encamparam a ideia de tonar Gutierrez um quadro urbano. Com este novo enquadramento poderiam ser feitas todas as melhorias necessárias. Posterior o ano de 2000 entrou a lei de reponsabilidade fiscal, a qual diz que os prefeitos não poderiam mais fazer dessa forma e só poderiam ser pavimentadas as ruas que tivessem redes de esgoto. E agora no ano passado, esta casa aprovou mais de R$ 7 milhões de empréstimo para pavimentação do bairro”, comemorou. Marcelo elogiou também o trabalho do Professor Helder que despertou o envolvimento das pessoas, “hoje temos moradores de diversos bairros, que poderão concorrer ao cargo de vereador e estarão preparados. Cumprimento ao Helder pelo trabalho que está despertando a sociedade iratiense”. Para concluir, Rodrigues desejou um bom ano a todos e contou que foi convidado pelo prefeito Jorge para fazer parte do PSDB e estará deixando o PP, partido no qual foi filiado há mais de 15 anos.

O Presidente Nei Cabral destacou a importância da participação popular nas sessões. “Estamos iniciando hoje os trabalhos plenários, mas desde dezembro não paramos. Estivemos ativos visitando bairros e comunidades do interior. Somos vereadores 24 horas”, enfatizou. Sobre o citado pelo Rogério, em relação ao orçamento, “temos o direito de pedir 7% e hoje estamos trabalhando com 3.5% do orçamento. Reduzimos as despesas com o apoio de todos e devolvemos aos cofres públicos R$ 2.516.000,00 no final de 2019. Recursos que foram muitos bem administrados pela Mesa. E o orçamento deste ano foi aprovado junto com a LOA e o Rogério foi a favor”. Nei registrou também os cumprimentos aos alunos e professores que estão retornando às aulas nas escolas. “Desejo um bom ano letivo, e falando em educação estou feliz porque nos 15 dias que estive como prefeito tive a oportunidade de assinar o empenho para confecção do uniforme escolar. Esta semana recebemos mais de quatro toneladas de uniformes, em torno de seis mil peças para a rede municipal de ensino. Fui verificar a qualidade dos mesmos e realmente é aquilo que foi apresentado na licitação. Na próxima semana, os uniformes estarão sendo entregues para os alunos”, concluiu o Presidente desejando um bom ano a todos.

Acompanhe a Sessão Ordinária na íntegra pelo site www.irati.pr.leg.br através do ícone “Sessões Gravadas”.Na noite do dia 4 de fevereiro, a Câmara deu início as atividades plenárias de 2020 realizando a 1ª Sessão Ordinária do 1º Período do 4º Ano da 26ª Legislatura. A Sessão foi acompanhada por diversos Presidentes e membros de Associações, que a convite do Professor Helder Beal, responsável pelo Programa de Reestruturação de Associações de Irati (PRAIR), vieram conhecer e acompanhar os trabalhos parlamentares da Casa.

Nesta sessão de abertura, ocorreu a eleição e posse das Comissões Permanentes da Casa para o ano de 2020. Durante o Expediente, um novo projeto de lei do Executivo foi lido, além de quatro indicações dos vereadores. Também foram aprovados em segunda votação Na Ordem do Dia, dois projetos de lei do Executivo e na palavra-livre os vereadores discorreram sobre diversos temas desejando um bom ano a todos.

O vice-presidente Wilson Karas apresentou indicação solicitando que seja enviado ofício à Companhia de Saneamento do Paraná – SANEPAR sugerindo a realização de melhorias no atual sistema de abastecimento de água da Comunidade de Volta Grande, especialmente com a incorporação do poço artesiano já existente ao sistema da Sanepar. Conforme ele, o pedido é uma reivindicação dos moradores da localidade e irá beneficiar cerca de 38 famílias.

O 2º Secretário Alberto Schereda sugeriu a realização de estudos para implantação de travessias elevadas na Rua Nossa Senhora de Fátima (em frente à Farmácia Maxifarma) e na Rua Antônio Cavalim (nas proximidades do Ravanello). Segundo ele, as referidas vias apresentam considerável fluxo de pessoas e veículos. Já o vereador Edson Luís Elias solicitou a realização de serviços de patrolamento e cascalhamento na estrada que dá acesso à Cachoeira do Pinho de Baixo e sugeriu a substituição da academia ao ar livre existente na Praça Etelvina Andrade Gomes (em frente à Igreja Matriz Nossa Senhora da Luz), por novos equipamentos, visando proporcionar melhores condições para a realização de atividades e lazer a quem frequenta o local.

ORDEM DO DIA

Em segunda votação foram aprovados o Substitutivo ao Projeto de Lei nº 093/2019, que autoriza o Executivo a promover a venda em leilão de veículos e sucatas reputados como de recuperação antieconômica para os cofres públicos e o Projeto nº 107/2019, que dispõe sobre o Plano Diretor de Drenagem Urbana do Município de Irati-PR e dá outras providências.

PALAVRA-LIVRE

Rogério Luís Kuhn parabenizou a Mesa Diretora pela redução drástica das diárias no ano de 2019. Apresentou também propostas para discutir durante este ano com os vereadores. Citou a questão dos fogos e artifícios; a redução do consumo de sacolas plásticas; possível regulamentação das caçambas que recolhem resíduos sólidos; instalação de um projeto piloto de câmaras dentro de salas de aula da rede municipal de ensino; apresentação de relatório público antes da transição administrativa e eleitoral “para que a população saiba a real situação da prefeitura”; discussão da redução ou ajustamento do orçamento da câmara, pois “gastamos em torno de R$ 2 milhões no ano e recebemos mais de R$ 4 milhões. Como nós legisladores podemos determinar o orçamento da prefeitura se nós não conseguimos fazer corretamente e equilibradamente o nosso próprio orçamento? Temos que discutir esta ideia antes da eleição”, sugeriu Kuhn.

Helio de Mello reforçou a importância da união de esforços em benefício da população. “Ao longo dos últimos três anos demos todas as condições legais para que o executivo desempenhasse as suas funções, não ficou nenhum projeto parado nesta casa, todos foram votados com responsabilidade. A Câmara tem sido parceira, mas independente. E vamos continuar apresentando demandas, reinvenções do povo, sem nos furtar da função de legislar e fiscalizar. Precisamos continuar trabalhando de forma constante, honesta e com ética pensando sempre no progresso e bem estar da população, que confiou em nosso trabalho e no futuro de Irati. É hora de avançar, acelerar os projetos em execução. Todos me conhecem e sabem das minhas cobranças. Tenho certeza que com a efetiva participação de todos, do poder público, dos diversos setores, das famílias vamos continuar fazendo de Irati uma cidade cada vez melhor para se viver”, agradeceu Helio reafirmando o compromisso de continuar trabalhando por Irati em favor de todos. “Temos nesta sessão o início de uma reta final de um novo começo”, concluiu.

Roni Surek contou que esteve nos bairros Vila São João, Jardim Aeroporto e Promorar atendendo pedidos de moradores. “Um deles fica na Rua José Mikaldo Zela, onde existe um problema de um bueiro que foi solucionado através dos trabalhos da administração, porém, existe um outro bueiro entupido, que compete ao DNIT resolver, mas o mesmo não resolve e não permite que a Prefeitura faça”, lamentou Surek citando ainda a Rua Alameda Virgílio Moreira. “Vão lá ver o tamanho do mato que está no calçamento, impossibilitando a passagem de pedestres, o DNIT não conserva o espaço e não deixa a administração fazer. O prefeito Jorge e o deputado Sandro Alex já bateram na porta do DNIT exigindo a municipalização, e até agora não aconteceu. No trajeto da BR 153 até o Riozinho existem valetas a céu aberto”, desabafou. Sobre os radares da 153, “foram colocados mais dois. E onde está indo o dinheiro das multas? Para melhorias da BR e das valetas é que não é. Cadê o dinheiro?”, indagou. O vereador pediu que seja encaminhado um documento assinado por todos os vereadores ao DNIT pedindo explicação pela falta de atenção. Roni relembrou e comemorou a obra que está sendo feita no Estádio Municipal Abrahm Nagib Nejm, através de uma emenda viabilizada pelo deputado Toninho Wandersheer. “A construção terá 450m² e contará com um amplo salão, salas de apoio, depósito, banheiros e palco, a qual vai ajudar muito na realização do Torneio de 1º de maio”, afirmou. Para finalizar, Surek disse que tem feito jus ao salário recebido. “Cobro, exijo e fiscalizo”.

Nivaldo Bartoski comemorou a vinda do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para Irati, o qual vai atender toda a região. “Uma luta constante que vem lá de 2009. Nós vereadores votamos conscientemente o projeto que ratificou a vinda do Serviço porque sabemos da importância à população”, afirmou. Nivaldo também relatou sobre a casa que queimou no Rio Preto divisa com Rio Corrente onde uma família perdeu tudo. “Fui procurado por estar família que me pediu ajuda. Hoje passei lá a casa já está sendo levantada novamente, agradeço a Secretária Sybil pelo apoio. Agradeço também o Executivo e ao ex-secretário Anselmo que providenciou madeira de qualidade para que a casa seja reerguida. É com humildade, honestidade e simplicidade que resolvemos os problemas”, destacou o vereador. “Eu respeito os funcionários públicos pois é através deles que temos o desenvolvimento de Irati, são pequenas andorinhas que temos que ser gratos”. Bartoski disse ainda “Irati avançou muito. Sou um legítimo representante, tenho representado não só o Itapará, mas os quatro cantos de Irati com dignidade e simplicidade. Muito obrigado ao povo, gente batalhadora e humilde, o nosso agricultor olha com convicção hoje que o município avançou”, finalizou.

Marcelo Rodrigues parabenizou o Professor Helder por trazer as associações na sessão e pelo trabalho que vem fazendo. “Esta Câmara ano passado aprovou um empréstimo de mais de R$ 7 milhões, onde serão contempladas ruas do bairro Lagoa e Engenheiro Gutierrez”, enfatizou. “Falar do orçamento de Irati, de representação e de trabalho de vereador, deixo alguns pontos: hoje para atender todos os bairros com pavimentação, recuperar as vias que estão esburacas vai aproximadamente em torno de R$ 250 milhões, a prefeitura de Irati tem capacidade de endividamento próximo de R$25 milhões. Ninguém poderá atender Irati na sua totalidade, as pessoas acham que vão se eleger e vão alcançar este sonho”, desabafou. Sobre o bairro Engenheiro Gutierrez, “as pessoas perguntam o que este vereador de quarto mandato fez pelo bairro até agora? No ano de 1996 a 2000, os representantes encamparam a ideia de tonar Gutierrez um quadro urbano. Com este novo enquadramento poderiam ser feitas todas as melhorias necessárias. Posterior o ano de 2000 entrou a lei de reponsabilidade fiscal, a qual diz que os prefeitos não poderiam mais fazer dessa forma e só poderiam ser pavimentadas as ruas que tivessem redes de esgoto. E agora no ano passado, esta casa aprovou mais de R$ 7 milhões de empréstimo para pavimentação do bairro”, comemorou. Marcelo elogiou também o trabalho do Professor Helder que despertou o envolvimento das pessoas, “hoje temos moradores de diversos bairros, que poderão concorrer ao cargo de vereador e estarão preparados. Cumprimento ao Helder pelo trabalho que está despertando a sociedade iratiense”. Para concluir, Rodrigues desejou um bom ano a todos e contou que foi convidado pelo prefeito Jorge para fazer parte do PSDB e estará deixando o PP, partido no qual foi filiado há mais de 15 anos.

O Presidente Nei Cabral destacou a importância da participação popular nas sessões. “Estamos iniciando hoje os trabalhos plenários, mas desde dezembro não paramos. Estivemos ativos visitando bairros e comunidades do interior. Somos vereadores 24 horas”, enfatizou. Sobre o citado pelo Rogério, em relação ao orçamento, “temos o direito de pedir 7% e hoje estamos trabalhando com 3.5% do orçamento. Reduzimos as despesas com o apoio de todos e devolvemos aos cofres públicos R$ 2.516.000,00 no final de 2019. Recursos que foram muitos bem administrados pela Mesa. E o orçamento deste ano foi aprovado junto com a LOA e o Rogério foi a favor”. Nei registrou também os cumprimentos aos alunos e professores que estão retornando às aulas nas escolas. “Desejo um bom ano letivo, e falando em educação estou feliz porque nos 15 dias que estive como prefeito tive a oportunidade de assinar o empenho para confecção do uniforme escolar. Esta semana recebemos mais de quatro toneladas de uniformes, em torno de seis mil peças para a rede municipal de ensino. Fui verificar a qualidade dos mesmos e realmente é aquilo que foi apresentado na licitação. Na próxima semana, os uniformes estarão sendo entregues para os alunos”, concluiu o Presidente desejando um bom ano a todos.

Acompanhe a Sessão Ordinária na íntegra pelo site www.irati.pr.leg.br através do ícone “Sessões Gravadas”.