Pedido de socorro

Os prefeitos da região se reuniram virtualmente na quinta-feira (27), com o secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, para

Os prefeitos da região se reuniram virtualmente na quinta-feira (27), com o secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, para pedir socorro no combate à Covid-19. O deputado Hussein Bakri, líder do governo, também participou da reunião. Celso Kubaski pediu a reabertura do Hospital São João em Imbituva, como forma de socorrer a Santa Casa de Irati, principalmente. Participaram a presidente do Consórcio de Saúde, Cleonice Schuck, o presidente da Amcespar, Junior Benato, o prefeito de Irati, Jorge Derbli dentre outros prefeitos regionais. A agenda foi providenciada pela deputada federal Leandre Dal Ponte (PV).

Sem socorro, sem novidades

Beto Preto se dispôs a auxiliar a região, mas ponderou que a situação da área da saúde é crítica em todo o Estado.  O secretário não apresentou grandes soluções para a região sudeste, isso devido ao quadro crítico que o estado passa. Até porque, o Paraná volta a ter crescimento no número de casos, de internamento e também de óbitos. Beto Preto sugeriu a aplicação de medidas restritivas mais rígidas, tendo como base o novo decreto “guarda-chuva” do Governo do Paraná, para evitar aglomerações e, como consequência, o contágio pelo novo vírus.

Foto: Reprodução

O Paraná perde Jaime Lerner

O Estado do Paraná perdeu na madrugada de quinta-feira (27) o arquiteto Jaime Lerner. Prefeito de Curitiba e Governador do Paraná deixou marcas importantes, não só na arquitetura que tornou Curitiba, e marcou o Paraná, mas físicas com a industrialização da região. Empresas como Siemens, atualmente Yazaki, Acome do Brasil, as duas em Irati, e SchereiberFoods do Brasil, em Rio Azul. Além da vinda de diversas fumageiras que foram marcas na geração de emprego. Ainda, fica o incentivo para criação do Parque da Pedreira, no mesmo município, e outros ganhos que ainda são marcas na nossa região. Também, foi o criado do anel de integração. Uma mente brilhante, que via as soluções simples. Vai fazer falta.

Ieda em isolamento

Foto: Nilton Pabis

A vice prefeita de Irati, Ieda Regina Waydik (PV), não foi poupada da Covid-19 e contraiu o vírus. Ela está em isolamento social em casa, mas passa bem. Ieda comandou a prefeitura no início da gestão, enquanto o prefeito,Jorge Derbli se recuperava da contaminação do vírus. Ieda assumiu um papel atuante na administração. O marido de Ieda, o engenheiro Dagoberto Waydzik, também positivou para o vírus. Desejamos melhoras.   

Foto: Reprodução

IML

Um novo movimento está sendo realizado para implantação do IML em Irati. Na semana passada, o presidente da Amcespar, Junior Benato, e a presidente do CONSEG de Irati, Patrícia da Luz, estiveram em Curitiba no Instituto de Criminalística em reunião com o Chefe da Polícia Científica do Paraná Luiz Rodrigo Grochocki. Na pauta, esteve a instalação do IML em Irati e o SVO (Serviço de Verificação de Óbito). Segundo Grochocki, Telêmaco Borba e Irati estão na vez para instalação do IML.

Pulseira vermelha

Pelo menos três prefeitos da região estão implantando o sistema de pulseira para monitorar os pacientes que testaram positivo para a Covid-19. Leandro, em Rio Azul, e Benato, em Inácio Martins, já enviaram os projetos para as respectivas Câmaras e até na segunda-feira (31), já devem ter aprovado o sistema. Em Irati, o prefeito envia na sexta o projeto para a Câmara, junto do pedido de tramitação urgente.

Foto: Rodrigo Felix Leal / AEN

Pegar pesado contra as clandestinas

O governador Ratinho Junior prometeu que vai pegar pesado na fiscalização às festas clandestinas com o novo decreto que inicia na sexta (28).  “Vamos pegar muito pesado a partir dessa semana, com muitas blitz no estado do Paraná. Inclusive, faço um pedido para a população para que faça denúncia de festas clandestinas”, enfatizou o governador, na quarta-feira (26). Ratinho vê os casos aumentar e vê nas festas clandestinas, e outras aglomerações,a fonte de transmissão do vírus.

Nei volta

O vereador Nei Cabral, que estava afastado das atividades da Câmara de Vereadores de Irati para tratamento de saúde, reassumiu suas atividades. Dr João Henrique, suplente do PV, ocupava a vaga. Cabral se afastou por dias, e disse ao retornar que mesmo com limitações, devido ao tratamento de saúde que realiza, não deixou de atender a população e interceder por ela.

Midiático

O prefeito Jorge Derbli tomou uma atitude no combate ao coronavírus, que como diz o personagem da novela “Império”, Téo Pereira, deu-lhe “milhares de cliques”. É que ele anunciou que o protocolo que fornece Cloroquina, Azitromicina e outros medicamentos estava sendo fornecido pela prefeitura para quem tiver “sintomas” da doença. A prefeitura já utilizava estes medicamentos para os positivados. Só que no vídeo que fez esqueceu de dizer que, quem determina o uso do remédio é o médico. O que resultou no questionamento da Promotora Maria Luiza, para saber de onde vem a fundamentação para o uso dos medicamentos.

No TC

O prefeito Jorge Derbliresponde no TCE uma ação por compra irregular de remédios no início do seu primeiro mandato. Segundo a procuradora, o processo veio da gestão anterior (leia-se Odilon), e que tinha uma falha no levantamento de preços. Já houve a devolução dos recursospor parte das empresas contratadas. O prefeito e o pregoeiro levaram multa no processo, mas a prefeitura ainda vai recorrer.

Respiradores

O deputado Artagão Junior acompanhou o prefeito Jorge Derbli na busca de mais respiradores para Irati, junto ao secretário estadual de Saúde, Beto Preto. Artagãoressaltou o trabalho que Irati faz no combate à pandemia e quanto aos números de internamentos tanto na UPA quanto na Santa Casa, ultrapassa os limites. Na tarde de quinta (27), o secretário confirmou o envio de dois aparelhos.