Sinusite não tratada pode levar a complicações mais sérias

A sinusite pode ocorrer tanto em crianças quanto em adultos, mas é mais prevalente em adultos que já possuem todos os seios da face prontos e formados

Dr. Bruno L. Alencar

Otorrinolaringologista

CRM 18299 RQE 13511

Dor ou pressão na face, rinorréia (drenagem de secreção pelas narinas) amarela ou esverdeada, halitose (cheiro forte pelas narinas). Pode ou não haver congestão nasal (sensação de inchaço interno no nariz e face), assim como gotejamento posterior (quando a secreção drena do fundo do nariz para a garganta).

Os sintomas citados acima são característicos da sinusite. Os seios da face são cavidades, buracos ou cavernas dentro dos ossos do rosto preenchidos de ar e revestidos por uma camada fina de mucosa, como se fosse um carpete. Eles existem para dar leveza aos ossos da face.

O médico especialista, Dr. Bruno Leonardo Alencar, explica que, em geral, ao nascer, o seio maxilar e o etmóide já existem, mesmo que rudimentares. Eles crescem e se desenvolvem paralelamente ao desenvolvimento da criança. O seio esfenoidal aparece na primeira infância. Já o seio frontal surge por volta dos 20 anos de idade, mas pode estar ausente ou não se formar em alguns casos.

A sinusite pode ocorrer tanto em crianças quanto em adultos, mas é mais prevalente em adultos que já possuem todos os seios da face prontos e formados, do que em crianças que nascem com estruturas rudimentares que só vão desenvolver por completo em concomitância com o crescimento da face.

Tratamento

O tratamento é feito com antibióticos, antiinflamatórios, corticóides, descongestionantes por via oral, além de lavagem nasal com soro fisiológico 0,9%, descongestionante nasal tópico e sprays nasais. Em casos crônicos, persistentes ou recidivantes, a cirurgia pode ser indicada para drenagem das secreções, abertura, correção de bloqueios e ampliar a ventilação dos seios da face.

Prevenção

A sinusite, em geral, ocorre de forma secundária, ou seja, é decorrente de outras doenças associadas como rinite, gripes, resfriados, alergias. A prevenção ocorre tratando-se e controlando a rinite, as gripes, os resfriados e os quadros alérgicos. Isso inclui lavagem nasal diária com soro fisiológico 0,9%, sprays nasais tópicos, vacinas, imunomoduladores (medicamentos que melhoram a imunidade), imunoterapia, antialérgicos, entre outros.

Nas estações do outono e inverno os cuidados devem ser redobrados, já que estamos todos expostos a baixas temperaturas. O frio reduz o batimento mucociliar (sistema responsável pela limpeza das impurezas do nariz), como se o filtro nasal ficasse lentificado, o que facilita a aquisição de agentes infecciosos mais facilmente no ambiente.

No dia 27 de novembro, o Dr. Bruno Leonardo Alencar participou como palestrante do 51º Congresso Brasileiro da Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial, segundo o médico, “busco todos os dias conseguir mais atualização no assunto para trazer o que há de mais atual no ramo e continuar ajudando os pacientes de Irati, oferecendo tratamento seguro e com melhores resultados”, disse.