Dia de Corpus Christi será celebrado de maneira atípica devido a pandemia

Paróquias celebrarão missas no dia 11 de junho, seguindo as ordens de distanciamento social

Desde o surgimento da celebração de Corpus Christi, as igrejas fazem tapetes com serragens, para que, simbolicamente, o próprio Cristo passe por estes tapetes. Esta data celebra a Eucaristia e tornou-se um feriado católico, dia 11 de junho, mas neste ano a comemoração será fora da tradição, pois não serão confeccionados os tapetes nas ruas, devido à pandemia da Covid-19 que ocasionou a proibição de aglomeração de pessoas.

As igrejas não estão proibidas de celebrar o dia de Corpus Christi, mas as procissões resultam muitas pessoas próximas, sendo que no ano passado cerca de sete mil pessoas reuniram-se. Cada paróquia realizará missas dedicadas especialmente a esta data. Na Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro serão realizadas as missas nos mesmos horários de domingo, as 8h, 10h, 15h e 17h.

Padre Nelson Bueno da Silva, pároco da Perpétuo Socorro há mais de oito anos, explica a importância desta para a igreja católica “Imagine, é o nosso Rei que está passando por estes tapetes, estão as igrejas desde o início, enfeitavam imensamente as ruas. Aqui na nossa cidade enfeitamos as ruas por paróquias, cada uma cuida de um espaço, vemos também em outras cidades que esses tapetes são verdadeiras obras de artes”, disse.

Os fiéis fazem estes tapetes na rua simbolizando o amor a Cristo, uma doação para Deus que irá passar pelos tapetes. Os desenhos são feitos de maneira livre, representam, principalmente, Jesus na Eucaristia, símbolos religiosos são estampados neste dia, santos e santas, terços, mas o grande destaque está na hóstia, que representa o corpo de Cristo.

“Tem tantas devoções, mas a verdadeira devoção é para Jesus na Eucaristia, pois Ele é o centro de tudo, neste dia as pessoas devem rezar, mesmo que fiquem em casa, teremos as missas por redes sociais. Mas meu conselho para este dia é que cada um seja criativo em sua casa mesmo, pode pegar sua lembrança da Primeira Comunhão, foto deste dia tão especial e deixar sobre a mesa, para representar a devoção a Jesus”, aconselha o padre.

HISTÓRIA DE CORPUS CHRISTI

Esta tradição iniciou na Idade Média, na Bélgica, em um mosteiro, uma religiosa chamada irmã Juliana de Cornion, que depois tornou-se Santa Juliana, afirmava que tinha sonhos e visões com a Eucaristia. “Ela tinha algumas intuições, dizia que quando olhava para as partículas de Jesus na Eucaristia via que tinha algumas manchinhas, que simbolizavam a falta de celebrar o corpo de Cristo. Então ela levou ao padre e ao bispo daquela época, e lá eles começaram a fazer esta devoção à Eucaristia”, afirma o Pároco.

O nome Corpus Christi quer dizer “Eis aqui o corpo de Deus” e na Bélgica, o Bispo começou a olhar mais para este lado, depois ele tornou-se Papa, Papa Urbano IV, e assim, toda celebração com o corpo de Cristo se espalhou por todo o mundo.

MISSA DRIVE-IN

Para que crianças e idosos possam participar da Santa Missa, a Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, fará dois horários em sistema Drive-in, ou seja, participam da missa de dentro do carro, no pátio da igreja. Para isso, será montada uma estrutura de som ao lado de fora e, no momento da comunhão, será levado até os veículos. A Missa Drive-in será às 15h, sábado e domingo, com a celebração que já acontece neste horário.