Filme de Irati estreia e é aplaudido em pé pelo público

“Zé, a vida como ela é” lotou o cinema para assistir o lançamento

Após um ano dedicado a filmagem, edição e finalização do filme “Zé, a vida como ela é”, ele finalmente foi lançado. A estreia aconteceu na última terça-feira (04), no Cinema.com, e contou com a presença de uma grande plateia, em que riu e se emocionou com o longa. Ao final, os atores e o diretor foram aplaudidos em pé.

Nas suas 2h12, a plateia pôde rir com as trapalhadas de Zé, e com a chatice de Isulina, sua mulher, além é claro, de se deslumbrar com a amizade verdadeira de Zé e Rodolfinho, que juntos tiveram várias aventuras.

O diretor do filme, Lúcio Robaszkievicz, comenta sobre como foi ver todo o trabalho finalizado e a emoção em ser aplaudido na sessão. “É uma alegria estar aqui assistindo o filme, ver o cinema cheio, vendo um trabalho que nós demoramos a fazer, mas é uma satisfação ver ele terminado e todos prestigiando. Hoje, aqui no cinema, e esta semana, temos nas paróquias e assim vai”, disse.

O marco histórico para o município está em toda a construção, realizada em Irati, que foi idealizado por Lucio. As gravações ocorreram em vários lugares, principalmente, nos pontos turísticos, como Parque Aquático, Colina Nossa Senhora das Graças, cachoeira do Itapará, entre outros. Esta escolha, em ser tudo feito em Irati, traz um novo tipo de produção para o município, que ficará registrada na história.

A personagem Isulina, protagonizada por Mila Zanella foi uma das mais comentadas. Mila nunca atuou, e ganhou os parabéns de todos pelo filme. “Foi muito emocionante ver o filme pronto, tudo que nós trabalhamos nesse tempo, tudo que fizemos, ver ele montado, pronto. Ficou tudo lindo, é impossível descrever a emoção que senti, minha voz está até falha, por causa desse sentimento. Eu nunca atuei e o trabalho ficou incrível”, disse ela emocionada.

Rafael Susko deu vida ao personagem Rodolfinho, o melhor amigo de Zé, ele conta que gostou de participar, mas não se vê fazendo filmes futuramente. “Foi bem legal participar, eu fiquei um pouco com vergonha no início, mas depois gostei, em algumas filmagens, eu não queria entrar na água, porque estava muito frio, mas deu certo. Gostei de fazer o filme, mas não penso em seguir carreira”, comenta o menino.

Zé é interpretado por Leonilton Simionato que conta um pouco de como é seu personagem. “O Zé é aquele caipira apaixonado pela natureza, pelos animais, é muito simples, tem um coração muito grande, e foi maravilhoso esse personagem, gostei muito de fazer, estávamos na expectativa de fazer o filme e achei muito bom”, disse.

Siminonato, atualmente, interpreta Jesus Cristo no teatro da Paixão de Cristo em Irati, que participa há quase 26 anos. “Fazer parte do filme foi diferente do teatro, mas gostei muito. Quero parabenizar o Lucio pela inciativa, esse evento vai ficar para a história de Irati. É um presente para todos nós iratienses”, observa.

O secretário de Cultura de Irati, Alfredo Van der Neut, prestigiou a estreia e disse que é uma satisfação participar desse marco histórico para o município. “Nós, os mais velhos, nos criamos com o cinema, então ver essa produção foi incrível. Sempre vimos grandes estrelas, pensamos em investimentos altos para fazer cinema, mas vimos algo aqui, de forma amadora até, que retratou muito bem, com o enredo do filme. As pessoas se divertiram e se emocionaram, foram mais de 2h sem saturar, então teve uma grande aprovação”, observa o secretário.

Van der Neut ainda enfatiza que esse trabalho pode incentivar novos produtores. “A Secretaria sempre colabora com essas produções, eventos que fazem parte de Irati. Reconhecemos o esforço das pessoas que trabalharam, e fica como um incentivo para outras produções, porque este registro vai ficar para sempre na história”, completa.

ONDE ASSISTIR

Depois da estreia oficial, o filme pode ser assistido em:

Dia 11/06 –  Riozinho

Dia 12/06 – Operário

Dia 14/06 – Pirapó

Dia 21/06 – Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Quem quiser solicitar para assistir em sua comunidade pode entrar em contato pelo telefone (42) 99908-1163, com Lucio.  O custo para assistir ao filme é de R$ 10.