Novo Ensino Médio está chegando! Nova pesquisa ajuda a Educação a melhorar o modelo

A carga horária mínima do estudante na escola passa de 800 horas para 1.000 horas anuais

AEN

Está no ar a pesquisa sobre o Novo Ensino Médio promovida pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte. O formulário é destinado a toda a comunidade do Estado – professores, pais, estudantes de escolas públicas e privadas e público em geral – e tem o objetivo de avaliar o que os paranaenses já conhecem sobre o tema. Clique AQUI para participar.

A pesquisa, que leva cerca de cinco minutos para ser respondida, auxiliará a Secretaria da Educação a identificar quais são os pontos já esclarecidos à comunidade e quais são os temas que precisam ser mais explorados, com o intuito de fornecer orientações acerca do novo modelo de Ensino Médio. Portanto, a contribuição da comunidade é de muita importância.

O Novo Ensino Médio passa a ser implementado em 2022 no Paraná para turmas do 1º ano. Entre as mudanças trazidas pelo modelo, estão o aumento da carga horária, a oferta de itinerários formativos e do componente curricular Projeto de Vida.

A carga horária mínima do estudante na escola passa de 800 horas para 1.000 horas anuais. Dessa forma, o Ensino Médio passa a ter um total de 3 mil horas ao longo dos três anos, sendo 1.800 destinadas para a Formação Geral Básica (FGB) e 1.200 para a realização dos itinerários formativos.

A FGB é o conjunto de aprendizagens comuns e obrigatórias a todos os estudantes, conforme estabelecido pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), e será organizada em quatro áreas do conhecimento. Já o itinerário é como um conjunto de trilhas de aprendizagem que podem ser organizadas a partir de uma ou mais áreas do conhecimento. São elas: Matemática e suas Tecnologias; Linguagens e suas Tecnologias; Ciências Humanas e Sociais Aplicadas; e Ciências da Natureza e suas Tecnologias.

Saiba mais sobre o Novo Ensino Médio Paranaense e o passo a passo da sua implementação.

Fonte: https://www.aen.pr.gov.br/Noticia/Novo-Ensino-Medio-esta-chegando-Nova-pesquisa-ajuda-Educacao-melhorar-o-modelo