Santa Casa de Irati irá suspender consultas e cirurgias eletivas na terça-feira (19)

A campanha intitulada “Chega de Silêncio” acontece como forma de expor a crise financeira que todas as Santas Casas do Brasil estão enfrentando

Esther Kremer

Na terça-feira (19), a Santa Casa de Irati irá suspender as consultas e cirurgias eletivas como parte da campanha intitulada “Chega de Silêncio”, que tem como objetivo expor para a sociedade a crise financeira da maior rede hospitalar do SUS. A campanha acontece em todas as Santas Casas do Brasil. Em Irati, às 8h30, em frente ao hospital, será realizada uma coletiva de imprensa para explicar melhor os motivos do ato.

Segundo nota oficial do hospital, os pacientes com agendamento para terça-feira (19) não serão prejudicados e terão as datas transferidas para outro dia.

A campanha foi criada pela Confederação das Santas Casas, Hospitais e Entidades Filantrópicas – CMB, que representa 1.824 hospitais filantrópicos brasileiros. O objetivo é apresentar aos brasileiros as dificuldades do dia a dia dos profissionais da saúde dos hospitais com o Sistema Único de Saúde (SUS).

Em nota oficial, a Federação das Santas Casas de Misericórdia e Hospitais Beneficentes do Estado do Paraná (Femipa) diz que “o setor filantrópico vive a maior crise da história e faz movimento para sobrevivência. Com ação em tramitação que impacta ainda mais o financeiro dos hospitais, a CMB e as Federações estaduais se mobilizam em clamor por recursos e requerem a alocação imediata de R$ 17,2 bilhões anuais para o equilíbrio econômico e financeiro no relacionamento com o SUS”.

Os recursos também serão utilizados como alternativa para cumprir com obrigatoriedade trabalhista decorrente do projeto de lei 2564/20, que altera e aumenta o piso salarial dos enfermeiros, dos técnicos de enfermagem, dos auxiliares de enfermagem e das parteiras.

O provedor da Santa Casa de Irati, Dr. Ladislao Obrzut Neto, comentou sobre a paralização do hospital. “As despesas da Santa Casa chegam em torno de R$450 mil por mês, com aumento salarial da enfermagem, mais R$700 mil, vamos chegar a R$ 1,1 milhão. É impossível continuarmos de portas abertas”, disse.

“Solicitamos a ajuda e o entendimento de todos, precisamos do reajuste para as nossas despesas e para valorizar ainda mais o trabalho dos profissionais da Santa Casa. Espero que em breve tenhamos ótimas notícias a respeito desta solicitação”, finalizou o provedor.