Sicredi troca óleo de cozinha utilizado por material de limpeza em Irati

Um litro de óleo descartado incorretamente contamina cerca de 20 mil litros de água

Kauana Neitzel

O que você faz com o óleo de cozinha utilizado? A Cooperativa Sicredi desenvolve um projeto de sustentabilidade e faz a arrecadação deste material trocando por produto de limpeza, na cidade de Irati. Está é uma parceria com a empresa Preserve Ambiental e a Unicentro.
O gerente da Agência do Sicredi, localizada no Centro, Emerson de Lara, explica que a empresa tem uma grande preocupação com a sustentabilidade ambiental, existem outros projetos e este, que teve início recentemente, veio para somar. As duas agências do município de Irati instalaram coletores nas entradas para incentivar que a população faça o descarte correto do óleo.
“Nós entramos com o papel de informar e conscientizar para que façam a destinação correta. Esses coletores que colocamos são totens, em que a pessoa leva o óleo usado e troca por material de limpeza, isso faz na hora. A partir disso, ele cria o hábito de fazer o descarte correto”, ressalta Emerson.
Quem quiser se tornar um colaborador pode entrar em contato com a Cooperativa. “Queremos conscientizar e convidar as pessoas a vir até o Sicredi para conhecer um pouco mais. Se tiver um empresário, uma pessoa que mora em condômino, que queira receber uma visita, pode entrar em contato conosco. Nós vamos, explicamos o projeto, instala os coletores sem custo e fazemos todo o acompanhamento”, finaliza Lara.
O gerente comercial da Preserve Ambiental, Gilberto de Cristo, afirma que utiliza 95% do óleo reciclado da empresa é destinado para a produção de biodiesel, que é uma fonte de energia limpa e sustentável. Os outros 5% é feita a produção do sabão ecológico. “Estamos dando uma alternativa não só para o grande gerador, mas para a pessoa que gera um ou dois litros na residência, descartar de maneira ambientalmente correta. Irati é uma cidade carente que não tinha este tipo de trabalho, de conscientização ambiental. A gente não veio aqui só para coletar óleo, estamos aqui também para conscientizar a população”, conclui Gilberto.
A Unicentro já realiza este trabalho há 10 anos, dentro do PET Engenharias, e agora inicia esta parceria com o Sicredi para alcançar um público maior. Parte do óleo que era coletado na universidade era passado para um grupo de mulheres que faziam a produção de barras de sabão, como atualmente é necessária uma certificação que exige a coleta correta desse resíduo a Preserve Ambiental realizará este trabalho.
“É extremamente importante o não descarte deste óleo na pia ou mesmo no lixo orgânico. Se você descartar deste modo, ele vai para a rede de esgoto que são feitas para conduzir apenas resíduos líquidos. Apesar de o óleo ter a consistência líquida, uma vez que ele se mistura com a água, se solidifica e faz com que a tubulação fique obstruída, causando mau funcionamento das estações de tratamento. Se a estação de tratamento não funciona adequadamente, precisa de mais manutenção e isso encarece o valor da água distribuída em nossas casas”, esclarece Daniele Ukan, professora do curso de Engenharia Florestal da Unicentro e tutora do PET Engenharias.
Boa parte do óleo fica na superfície dos rios e lagos, impedindo a entrada de luz e oxigênio, causando a morte de várias espécies aquáticas, plantas e animais. Jogar no lixo também não é correto, porque à medida que o óleo entra em contato com o solo, ele impermeabiliza o terreno, impedindo que a água se infiltre. Isso piora em situações de enchentes, além deste resíduo ser carregado pela chuva e se acumular nos rios.
O recomendado é que coloque o óleo frio dentro de uma garrafa pet, não em embalagem de vidro, pois corre o risco de quebrar. São óleos e gorduras animais e vegetais comestíveis, assim como a gordura do atum e da sardinha. Um litro de óleo descartado na pia é suficiente para contaminar cerca de 20 a 25 mil litros de água.
Os pontos de arrecadação estão sendo ampliados, hoje, tem na Unicentro, G-Center, Vila das Oliveiras, Anila, Restaurante Benedita, alguns colégios, e nas Agências Sicredi. Toda a arrecadação feita no município terá 10% convertido em material de limpeza que será destinado a instituições de caridade, hospitais e APAES, sendo diferencial. Toda a comunidade pode colaborar dando o destino correto para o óleo de cozinha utilizado. Faça sua parte e leve seu óleo usado ao ponto de coleta mais próximo!

Cada litro de óleo utilizado poderá ser trocado por um sabão – Foto: Kauana Neitez