Alunos de Irati participam de etapa estadual e nacional do Prêmio MPT na Escola de 2021

O projeto contou com quatro categorias, conto, poesia, música e desenho

Esther Kremer

O Ministério Público do Trabalho desenvolve, anualmente, o Prêmio MPT na Escola e no ano de 2021 o tema escolhido para o projeto foi “A Escola no Combate ao Trabalho Infantil”. Em Irati, dois alunos participaram do Prêmio e agora estão na fase estadual e nacional com as categorias música e conto. O aluno Pedro Henrique Zanin, da Escola Rural Municipal Esperança Carignano Chuilki está na fase estadual com a música “Agora é hora de estudar”, e o aluno Luiz Felipe da Silva da Escola Municipal João Paulo II (CAIC), com o conto “O poder de uma atitude” passou para a fase nacional.
A Escola João Paulo II realizou uma meet com o Conselho Tutelar e com a deputada Leandre Dal Ponte, e o projeto foi apresentado para os professores dos 4º anos e equipes pedagógicas das escolas, juntamente com os pais e com os alunos. A deputada ofereceu a todas as crianças um exemplar do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) como forma de auxiliar no trabalho a ser desenvolvido.
A secretária de Educação de Irati, Jandira Girardi, parabenizou as escolas, alunos e principalmente os pais, não apenas pelo trabalho feito neste projeto, mas por todo o tempo de ensino remoto. “Tem muito incentivo dos pais, foi um trabalho muito bem feito pelas escolas. Estou muito feliz e orgulhosa”, disse.
As responsáveis pelo projeto no município foram as coordenadoras pedagógicas da Secretaria, Mariana Berton e Carla Rogal, ambas explicaram que foram feitas reuniões com as professoras e equipes das escolas, como forma de orientar melhor o trabalho a ser feito, em que houve apoio e muito incentivo. Para Mariana e Carla, foi gratificante a colaboração das escolas, dos alunos e principalmente aos pais das crianças.
O aluno Luiz Felipe da Silva, autor do conto vencedor, comentou sobre a inspiração para o trabalho. “Eu assisto filmes, gosto muito de ler e eu tive essa ideia, também tive ajuda da minha prima, da minha mãe, várias pessoas da minha família ajudaram. Aí eu entreguei para minha professora e ela escolheu o meu, fiquei muito feliz em ter ganhado. Acho que meu trabalho tem chances de vencer”.
A professora do 4º B e também de Luiz Felipe, Jussara Aparecida Nunes, comentou sobre a premiação. “Para mim, é muito gratificante e emocionante falar desta situação, principalmente agora, neste momento de pandemia. Fico muito feliz com o resultado e agradeço a todos os envolvidos”.
A diretora Josieli Rosana da Silva Golisnki de Moraes e a coordenadora Jordana Ogg da Escola Municipal João Paulo II manifestaram a alegria pelo sucesso no projeto, parabenizando o trabalho da professora e também do aluno, e enfatizaram a participação dos pais. Segundo Josieli, a maior importância do projeto foi a forma como os pais apoiaram e a absorção dos alunos em relação ao tema trabalhado.
O aluno Pedro Henrique Zanin, autor da música, descreveu sua emoção ao receber a notícia do Prêmio. “Eu vi uma reportagem na TV sobre o trabalho infantil e aí eu tive a ideia de fazer a música. Fiquem muito feliz em saber que estou na fase estadual do projeto, minha família também. Acho que minha música pode vencer”.
O professor de Pedro, José Elias de Lima, explica que iniciou apresentando o projeto para todos os alunos através de encontros virtuais, preparando materiais extras com a temática de trabalho infantil. “Com o Pedro, a partir do momento em que ele me entregou a música, a gente fez a reestruturação com algumas dicas e correções. Eu fiquei bastante feliz e isto é bastante recompensador”.
A diretora Vitória RossaSauruk e a coordenadora Veronica Barbosa Furmanowicz, da Escola Rural Municipal Esperança CarignanoChuilki, mostraram gratidão pelo trabalho desenvolvido pelo professor e explicaram sobre a sensação de dever cumprido. A diretora disse que “foi uma parceria incrível que fizemos com a família, o incentivo foi bem importante para que o trabalho pudesse acontecer, a emoção é enorme, é gratificante”.
Veronica também expressou sua alegria e disse: “ficamos muito felizes e emocionados com a música do Pedro, a letra, a melodia e a execução dele, foram lindas. Recebemos a proposta dele com muita alegria. Foi um verdadeiro trabalho em equipe”, finalizou.

O município de Fernandes Pinheiro também participou do projeto pela fase municipal, onde no dia 11 de agosto fez a premiação para os alunos nas categorias conto, poesia, música e desenho.

Vencedores: Conto: Laura Tribek Guedes, aluna da Escola Municipal Presidente Costa e Silva

Música: Brayan e Breno de Meira Carraro, alunos da Escola Municipal

Poesia: Higor dos Santos Caetano, aluno da Escola Municipal Floresval Ferreira

Desenho: Vitor André Pinheiro, aluno da Escola Municipal