Municípios da região recebem equipamento para trabalho em estradas rurais

O Governo do Paraná vai repassar seis motoniveladoras que comporão patrulhas rurais já cedidas a consórcios municipais. As patrulhas são formadas por 10 máquinas e equipamentos pesados, utilizados na adequação e readequação de estradas rurais.

 O Governo do Paraná vai repassar seis motoniveladoras que comporão patrulhas rurais já cedidas a consórcios municipais. As patrulhas são formadas por 10 máquinas e equipamentos pesados, utilizados na adequação e readequação de estradas rurais. A compra das motoniveladoras foi homologada pelo secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, nesta segunda-feira (14).

 Em reunião com representantes de nove consórcios intermunicipais, Ortigara, destacou a importância da estrada rural como fator de competitividade do setor. A boa condição da estrada baixa custos, aumenta a eficiência, disse. Ele lembra que as estradas são municipais, mas o Governo do Estado entende que pode ter uma contribuição nesta tarefa. Tudo faz bem para a economia quando essas estradas funcionam de forma adequada, afirmou Ortigara, reforçando a importância da parceria entre Estado e municípios.

O prefeito de Inácio Martins e presidente da Associação dos Municípios Centro Sul do Paraná (Amcespar) e Conder, Junior Benato, esteve na reunião representando os nove municípios da região. "A patrulha rural está indo muito bem nos nossos municípios, com certeza esse novo equipamento só vem agregar, para melhorarmos ainda mais o serviços que estamos realizando a população, melhorando as estrada rurais", disse Benato. 

Prefeitos e representantes dos consórcios Cid Centro, Vale do Ivaí, Vale do Rio Jordão, Codenop, Codren e Região Central também estiveram presentes. Os consórcios intermunicipais fazem a gestão do conjunto de equipamentos cedidos pelo Governo do Estado, organizando rodízio entre os municípios, de forma a que todos possam utilizá-lo para melhoria de suas respectivas vias rurais. O objetivo do trabalho é incentivar, além de adequação e readequação de vias, a adoção de práticas conservacionistas. Hoje, oito consórcios contam as patrulhas, adquiridas pelo Estado com recursos do Banco Mundial.

Para o chefe do Departamento de Desenvolvimento Rural Sustentável (Deagro) da Secretaria da Agricultura, Richardson de Souza, os consórcios reconhecem a importância do trabalho, que colabora para a qualidade de vida da população e para o escoamento da safra. RECURSOS Os consórcios também solicitaram que a Secretaria da Agricultura passe a ajudar na manutenção das máquinas. Atualmente, conforme previsto nos convênios, essa é uma atribuição dos consórcios. Nossa equipe vai elaborar um estudo de viabilidade da proposta de apoiar os municípios, o que será discutido com os consórcios nos próximos dias, explica o técnico do Deagro Mauro César Wosniacki.

O PROGRAMA A Secretaria da Agricultura detém 16 patrulhas rurais, sendo 9 compradas pelo Pró-Rural, executado com recursos do Banco Mundial, e sete compradas com recursos próprios. Das sete patrulhas disponíveis, seis já estão comprometidas com os consórcios que firmaram os convênios. São eles: Comafem, Cica, Cibax, Cides Vale do Ivai, Cidrebac, Cidersop. Nesse planejamento, os consórcios municipais devem apresentar os projetos das estradas que serão adequadas e readequadas e o pagamento do seguro dos equipamentos. Assim que essas tarefas estiverem quitadas os trabalhos poderão ser iniciados, disse o secretário.