Visita da equipe técnica do estado visa retomada da obra do teatro em etapas

Superintendente da Cultura esteve no município e vistoriou o prédio, e conheceu outros projetos como da revitalização da Colina Nossa Senhora, restauração do Casarão do Iapar e a Casa da Cultura

jaqueline Lopes e Esther Kremer

Irati recebeu na quarta -feira (06) a visita técnica da superintendente da Cultura do Estado, Luciana Casagrande Pereira, e o deputado estadual, Artagão Junior, em que analisaram obras e novos projetos para o município, principalmente para a retomada da construção do Centro Cultural Denise Stoklos, para que aconteça em etapas.
A equipe técnica também visitou o Palácio do Pinho para ver as condições que está, e para que aconteça nele uma restauração. Também estiveram na Colina Nossa Senhora das Graças, e conheceram um novo projeto de revitalização para o local. A visita foi finalizada na Casa da Cultura em que os técnicos acompanharam as reformas que aconteceram no prédio.
O prefeito Jorge Derbli esteve na Secretaria Estadual de Cultura e conseguiu a visita, através do deputado Artagão, para que pudessem analisar a situação do Centro Cultural. De acordo com o Derbli, o intuito maior é a possibilidade da retomada da obra do Teatro de Irati, a ideia é que ela possa ser feita em etapas. Pois a Prefeitura já avaliou e não há possibilidade de outra finalidade no espaço. “Nós queremos que o governo se sensibilize e, mesmo que por etapas, dê continuidade a obra. Não precisa investir todo o recurso de uma vez só, nós queremos que, mesmo devagar, vá concluindo”, disse o prefeito.

Jorge Derbli explicou o projeto de revitalização da Colina – Crédito: Jaqueline Lopes

O objetivo principal é o teatro. Nós queremos que o governo se sensibilize e, mesmo que por etapas, dê continuidade a obra

Prefeito Jorge Derbli


A superintendente da Cultura do Estado, Luciana Casagrande Pereira, diz que não são desafios fáceis os que foram solicitados na visita, mas que vê o empenho de todos e isso é essencial para tentar resolver. “O estado quer ser parceiro, tem o aval do governador, a preocupação e a sensibilidade dele sobre o assunto. Acho que agora é o que o nosso coordenador de Patrimônio da Cultura, Vinicius, falou: são projetos grandes e ousados. Precisamos fazer justamente isso, colocar em etapas e nos programar. Fazer um cronograma físico e financeiro. Mas o que o estado puder apoiar e ser parceiro, nós faremos”.

Para nós, do Governo do Estado, é uma honra poder ser parceiro desses projetos tão importantes para Irati, para o desenvolvimento e turismo da região

Superintendente da Cultura do Estado, Luciana Casagrande Pereira


Artagão Junior, deputado estadual que esteve à frente da visita, avalia que o investimento é alto, mas que é necessário para a preservação da Cultura de Irati e região. “Nós vamos ter que aguardar estas pessoas fazerem a análise e quanto será de investimento. Mas nós estamos falando de bastante dinheiro. Porém a nossa história não tem preço e tudo que a gente puder fazer para avançar neste sentido, nós faremos. Seja através do poder público, do Governo do Estado, das empresas públicas ou até, quem sabe, em parcerias com empresas privadas, aproveitando os benefícios da Lei Rouanet, trocando imposto para o apoio cultural. A gente vai ter que fazer um movimento para avançar neste sentido”.

Visita foi finalizada na Casa da Cultura em que foram apresentados os espaços – Crédito: Jaqueline Lopes


O deputado também destacou os investimentos feitos pelo governador Carlos Massa Ratinho Júnior como da cidade do Idoso, regularização fundiária, pavimentação do Condomínio Industrial, casas populares, revitalização do Centro de Irati, além de outros investimentos que estão por vir para o município. Derbli também comentou sobre os valores que chegam perto dos R$ 40 milhões, segundo o prefeito.
Junior Benato, presidente da Amcespar, participou da cerimônia de abertura e avaliou a importância da visita e dos recursos destinados pelo estado para os municípios da região. “Os olhos do governo estão voltados para a nossa região. São muitos investimentos em todos os municípios, principalmente aqui na sede, que é Irati. Após esta visita, o governo vai observar a viabilidade do recurso, mas eu tenho certeza, pois não é somente Irati atendida, vai atender a região. Nós precisamos que o Teatro funcione para auxiliar a região inteira, mas isto só vai ser possível se o governo comprar esta “batalha” do término da obra”.
O presidente da Câmara de Vereadores de Irati, Hélio de Mello, acompanhou toda a visita junto com os técnicos e comentou sobre a parceria com Casa de Leis para que estes projetos saiam do papel. “Hoje é um dia muito importante para o nosso município. Trazer a superintendente para que possamos sensibilizá-la para que haja investimentos do governo estadual na recuperação do patrimônio histórico e a conclusão, em etapas, pelo menos, do Centro Cultural, que é uma obra de muita importância. A manifestação da Câmara é a favor para que isto aconteça e que possamos trazer para Irati possibilidades através do Centro Cultural. Com certeza, serão momentos muito importantes que acontecerão”.
PALÁCIO DO PINHO
O Palácio do Pinho, conhecido como Casarão do Iapar, precisa de uma restauração, que preserve toda a história envolvida. Por isso, a equipe técnica visitou o espaço e conheceu as necessidades do local.
O projeto do Casarão pode ser colocado na lei de restauro de preservação de patrimônio histórico, segundo Luciane. Pois a lei busca parceiros e apoia com o patrocínio das empresas de economia mista do Estado. Isso é possível pelos financiamentos do Governo, que existem em dois tipos, pelo Sisprofice, que é um projeto de inserção fiscal, mas tratando de recurso estadual é possível escrever o projeto no sistema e buscar incentivo de empresas que pagam ICMS. E há também o projeto federal, que é pela Lei Rouanet de Incentivo à Cultura, para conseguir recursos da Copel e da Sanepar, que também passam pela Cultura para ter um aval técnico.

Casarão do Iapar foi avaliado para saber as restaurações necessárias – Crédito: Jaqueline Lopes