DNIT instala dois novos radares na BR-153 em Irati

A previsão é que os radares comecem a funcionar até o final do mês de maio

Karina Ludvichak

Na primeira semana do mês de maio, o município de Irati recebeu duas novas instalações de radares na BR-153. O primeiro foi implantado próximo a unidade do CIRETRAN, e o segundo no bairro Engenheiro Gutierrez. A rodovia de acesso a cidade de Imbituva também recebeu a instalação de um novo radar, todos com limite de velocidade de 60 km/h.

Já o radar instalado em 2019, também na BR 153, no km 336 localizado na Vila São João, com limite de velocidade permitido de 40 km/h, foi retirado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Na época, a implantação foi bastante questionada e dividiu opiniões.

O segundo radar foi instalado no bairro Engenheiro Gutierrez | Foto: Jaqueline Lopes

Segundo o DNIT, os locais dos novos radares foram escolhidos para o monitoramento devido à criticidade de acidentalidade “muito alta”, identificada por estudos de viabilidade para a instalação do equipamento. E o radar de 40km/h foi retirado devido próximo ao local já existiam redutores físicos, que atendiam ao propósito de redução de velocidade na rodovia.

Ludovico Stefanhak, que mora próximo a estrada de acesso do Instituto Federal (IF), diz que se as pessoas fossem mais conscientes e andassem dentro do limite de velocidade permitido não haveria a necessidade da instalação de um novo radar, mas concorda que vai contribuir para um melhor fluxo no trânsito e ajuda a diminuir os acidentes. “Esse é o quarto radar no percurso de 5 km, acho que todos estão na faixa dos 60km/h, mas se os motoristas fossem mais conscientes não precisava de nenhum”, disse.

“Se os motoristas fossem mais conscientes não precisava de nenhum” Ludovico Stefaniak

Já Francisco Anciutti gostou da instalação dos novos radares e diz se tratar de algo necessário, pois, já presenciou muitos acidentes poucos metros à frente de onde foi feita uma das instalações. “É um lugar ótimo, esse ficou melhor do que tem em frente ao mercado, porque lá já tem o quebra-molas, então, todo mundo reduz a velocidade e aqui (cruzamento de acesso ao centro de Irati) não. O pessoal vem rápido para atravessar o cruzamento”, comenta Anciutti.

Em relação aos acidentes nestes locais, os dados são disponibilizados pela Policia Rodoviária Federal (PRF), e no âmbito para seleção dos pontos junto ao DNIT. Segundo o Departamento, em 2021, foram registrados oito acidentes. Quatro próximos a unidade do CIRETRAN, e quatro em Engenheiro Gutierrez. Todos sem vítimas fatais e com alta criticidade para o segmento. O DNIT, responsável pela liberação do funcionamento dos radares, informou que ainda estão concluindo a instalação e que a previsão é de que passem a operar ainda este mês, após a avaliação dos equipamentos pelo Instituto de Pesos e Medidas do Paraná (IPEM PR).