Projeto nas escolas de Irati leva mais de quatro mil crianças ao circo

Secretaria de Educação faz parceria com Circo Romanos para divulgar a arte circense aos alunos

Secretaria de Educação faz parceria com Circo Romanos para divulgar a arte circense aos alunos

Durante esta semana, a Secretaria de Educação de Irati, em parceria com o Circo Romanos, está realizando o projeto Escolas no Circo. Cerca de quatro mil alunos da rede municipal de ensino estão participando dos espetáculos infantis, que acontecem nas dependências do Parque Aquático, até a sexta-feira (22).

Para animar o início do ano letivo, as escolas de Irati estão participando de uma atividade cultural e de lazer por meio do circo, que é uma expressão artística popular. “O objetivo deste projeto é, sobretudo, fazer esta interação entre a alegria do circo e as escolas. A ideia é trazer a criança para conhecer o circo, porque muitas não têm esta oportunidade, principalmente as que moram mais longe. A alegria do circo é contagiante e os alunos começam o ano alegres por terem uma atividade diferenciada”, comentou a professora Dione Antunes, de equipe de Coordenação da Secretaria de Educação de Irati.

Os espetáculos iniciaram na terça-feira (19) com a participação de alunos do Pré I até o quinto ano. Em média, 600 crianças estão indo ao circo nos períodos da manhã e tarde, de acordo com a Secretaria de Educação.

Roberto Romanos, do Circo Romanos, contou que a proposta de sua equipe foi levada ao prefeito Jorge Derbli e à secretária de Educação, Rita Almeida, para dar um incentivo às crianças no retorno das aulas. “A gente já tem projetos neste sentido e estamos conversando com a Secretaria de Cultura, também, pra colocar em prática”. Ele ressalta que esta ação já foi realizada em outras cidades.

Os espetáculos têm duração de uma hora e são diferenciados para o público infantil das demais apresentações. “Fazemos atrações intercaladas do circo com palhaço, malabaristas e acrobatas, encerrando com um show infantil realizado com personagens, como o Homem Aranha, Batman e a Patrulha Canina.

Roberto tem 56 anos no circo e ficou emocionado com as crianças em seu espetáculo. “As crianças que vêm do interior, até nós, que somos circenses, nos emocionamos. Teve uma escola que fez 40 km para vir ao circo. Vi criança chorando quando viu o Homem Aranha”, contou ele, feliz, com o resultado do projeto.


Veja Também