Comercial Voanka um local para visitar o passado em Prudentópolis

A loja existe desde 1958 e é especialista no comércio varejista de ferragens e ferramentas

Esther Kremer, com reportagem de Nilton Pabis

A Comercial Voanka é uma loja de comércio varejista de ferragens e ferramentas, localizada no centro de Prudentópolis, na Rua Ozório Guimarães. O local funciona desde 1958, passando por uma tradição de manter sempre os mais variados tipos de produtos para serem comercializados. José Voanka e Leoni Voanka são os proprietários do armazém e trabalham no mesmo a mais de 32 anos.
A loja pertencia ao pai de José, João Voanka, o mesmo trabalhava em uma madeireira e laminadora e, depois de alguns anos, abriu um armazém na casa de seus pais, a Casa Parati de João Voanka. Com o passar dos anos, o nome mudou para Armazém João Voanka, até 1995. Após esta data, a loja se tornou Comercial Voanka Ilimitada, nome utilizado até hoje.
Leoni comenta sobre a importância de manter viva essa tradição.

“Faz 32 anos que trabalho aqui, desde quando casei com o José, eu nunca mais saí de trás do balcão, tive que aprender e gostar. É uma honra manter o local aqui. O pai do José deixou para nós, junto com os fregueses, então, precisamos manter essa tradição”, disse a proprietária.

No local, é difícil não encontrar algo que procura, as mercadorias variam de comidas, como a linguiça defumada, ovos azedos, pães, a gasosa vermelha e diversos doces, até o fumo de corda, louças esmaltadas, vinhos coloniais, materiais de construções, fogões e ferragens variadas. Com a modernidade e facilidade de encontrar mercadorias pela tela do celular, é difícil encontrara uma loja como a Comercial.
Segundo Voanka, os produtos mais procurados pelos fregueses antigamente eram peças de bicicleta, anzóis, chumbada, varas de pesca, foices e facões, também diversos modelos de sapatos, como as Congas e os Kichutes. Atualmente, é possível encontrar no armazém um exemplar de cada sapato. O Kichute é um calçado que foi produzido no Brasil pela marca Alpargatas na década de 70 e 80, era feito de uma lona resistente e no solado continha travas que imitava uma chuteira profissional de futebol. A Conga, também é um sapato que pode ser encontrado na Comercial Voanka, foi fabricado em 1959 pela Alpargatas e era disponibilizado em diversas cores, se tornando um símbolo de calçado feminino.
José comenta que, além de comércio, o local também virou um ponto turístico da cidade, pois é difícil encontrar um armazém como a Comercial Voanka atualmente. Turistas de diversas cidades já passaram pela loja, assim como de outros países, como o Canadá, Estados Unidos e Inglaterra.
Leoni explica que muitos dos produtos que eram vendidos no armazém, não existem mais ou já acabaram.

“Muita coisa antiga já não tem mais, quando o pessoal descobriu que aqui vendia essas mercadorias, compravam como forma de ter para recordação e outras mercadorias que a gente tem, que são antigas, não estão à venda, a gente guarda para ter como relíquia, para mostrar aos netos e bisnetos”, disse ela.

O local também é mantido como tradição e como forma de preservar uma memória histórica da família, José Voanka e Leoni Voanka compartilham no armazém diversas histórias e momentos que ali tiveram, eternizando no turismo da cidade, a Comercial Voanka Ilimitada